Repositório Digital

A- A A+

O desenvolvimento de pessoas como vantagem competitiva

.

O desenvolvimento de pessoas como vantagem competitiva

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O desenvolvimento de pessoas como vantagem competitiva
Autor Oliveira, Cassiano Drabeski
Orientador Baldi, Mariana
Co-orientador Silva, Maria Flávia Pereira da
Data 2011
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Gestão de Negócios Financeiros.
Assunto Competência profissional
Gestão de pessoas
Resumo Em meio ao atual ambiente competitivo, similaridade de produtos e serviços, uma organização pode desenvolver vantagem competitiva por meio das pessoas, pois suas competências são os recursos mais distintivos e renováveis que uma empresa pode ter. Assim, considera-se que um dos papéis mais importantes da área de gestão de pessoas seja o desenvolvimento de competências profissionais. Constatou-se neste trabalho que desenvolvimento significa estimular e criar condições para as pessoas assumirem atribuições e responsabilidades em níveis crescentes de complexidade e que ele é composto pelas práticas de capacitação, carreira e desempenho. Percebe-se que, ao desenvolver pessoas, a empresa recebe em contrapartida a melhoria da própria eficiência, a descoberta de novas maneiras de diminuir custos, e até mesmo oferecer algo de singular no atendimento aos seus clientes. Compreende-se que o conceito de competência abrange um conjunto de características do trabalhador que o ajuda a entregar o que a empresa espera dele, bem como a própria entrega. Com a presente pesquisa busca-se identificar a visão dos sujeitos envolvidos no processo de desenvolvimento de pessoas, gestores e seus subordinados, acerca desse processo ser ou não um diferencial competitivo, compreendendo se, na perspectiva deles, constitui-se em meio para aumentar a capacidade de entrega das pessoas. Isto foi feito com aplicação de questionários a duas amostras de respondentes, uma de gerentes de equipe (que representam a empresa) e outra de seus respectivos subordinados, totalizando 38 questionários na primeira e 210 questionários na segunda amostra e, complementarmente, com a realização de entrevistas com três indivíduos de cada amostra. O resultado da pesquisa sugere que é forte a percepção da importância por parte empresa, representada pelas ações de seus gestores, com o processo de desenvolvimento de seus subordinados e que estas ações são reconhecidas pelos mesmos, mas que, naturalmente, é possível aperfeiçoar tais ações.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/77365
Arquivos Descrição Formato
000892731.pdf (253.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.