Repositório Digital

A- A A+

Perfil nutricional de trabalhadores metalúrgicos

.

Perfil nutricional de trabalhadores metalúrgicos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Perfil nutricional de trabalhadores metalúrgicos
Autor Berleze, Nicole Francine Cassarotti
Orientador Ramos, Maurem
Data 2013
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Especialização em Saúde Pública.
Assunto Estado nutricional
Hábitos alimentares
Saúde do trabalhador
[en] Eating habits
[en] Nutritional profile
[en] Worker health
Resumo O objetivo do estudo foi analisar o estado nutricional e os hábitos alimentares dos trabalhadores metalúrgicos. Foi aplicado um questionário com 208 trabalhadores, de ambos os sexos, com idades de 19 a 74 anos. Eles foram divididos por áreas de trabalho em quatro empresas nas cidades de Cachoeirinha e Canoas no Rio Grande do Sul. Os resultados foram descritivos. A média entre as idades foi de 38 anos, 86% do sexo masculino, 62,5% casados, 51% com ensino médio completo e 59% tinham renda familiar de 02 a 04 salários mínimos. Nas áreas de trabalho 52% eram da produção, 28% administrativo e 20% outros setores. O IMC médio foi de 26,8kg/m², o peso de 76,5kg e a altura média de 1,71m. A hipertensão se destacou em 15% dos trabalhadores, diabetes 2% e diabetes e hipertensão em 1%. Os avaliados foram distribuídos conforme a área de trabalho. O estado nutricional dos trabalhadores da produção 55,6% tem sobrepeso, 20,3% tem obesidade e 16,7% tem hipertensão. No administrativo o peso estava adequado para 42,4%, 40,4% tem sobrepeso, 17% tem obesidade e desses 16,9% são hipertensos sendo o maior percentual entre as funções. Os trabalhadores de outras funções, 43,9% estão com o peso adequado, 31,7% tem sobrepeso, 24,4% tem obesidade, 7,7% são hipertensos e destacaram 2,4% com diabetes e 2,4% com as duas doenças, diabetes e hipertensão. A alimentação foi avaliada conforme as recomendações do Guia Alimentar para a população brasileira. Através do questionário foi constatado que a alimentação desses trabalhadores como, frutas, legumes, leites e derivados estão abaixo das recomendações propostas nesses grupos, o feijão, os pães, as carnes, as frituras, os embutidos e os doces estão acima das recomendações do Ministério da Saúde. Além disso, somente 36% têm o hábito de se alimentar mais de 04 vezes ao dia. Com esse estudo foi possível avaliar o perfil desses trabalhadores e diagnosticar o estado nutricional dos mesmos. O estudo mostra que o consumo alimentar dos trabalhadores precisa ser ajustado através de educação alimentar dentro do ambiente de trabalho, fornecendo informações pertinentes quanto à alimentação saudável e estimulando a mudança nas escolhas alimentares. Refletirá na qualidade de vida e no melhor resultado no trabalho.
Abstract The aim of this study was to analyze the nutritional profile and eating habits of metalworkers. A research was performed with 208 employees, including both genders, from the ages of 19 to 74. They were divided by work areas within four different companies located in the cities of Cachoeirinha and Canoas in Rio Grande do Sul. The results were descriptive. The average age between the workers is 38 years old, 86% are males, 62.5% are married, 51% had completed high school, 59% have incomes from 2 to 4 Brazilian minimum salaries as monthly payment, 52% work in the production area, 28% at the administrative departments and 20% in other areas. The average of BMI of all workers is 26.8 kg / m², the weight is 76.5 kg and the height is 1.71 m. Hypertension was reported in 15% of the workers, 2% with diabetes and diabetes and hypertension combined was reported in 1% of them. The evaluated workers were separated according to the work areas. The nutritional information of workers in the production areas are 55.6% are overweight, 20.3% are obese and 16.7% have hypertension. The workers in the administrative areas 42.4% of them are skinny, 40.4% are overweight, 17% are obese and 16.9% have hypertension and this is the highest percentage found among the evaluated areas. Among the workers of other areas, 43.9% are skinny, 31.7% are overweight, 24.4% are obese, 7.7% have hypertension, 2.4% have only diabetes and 2.4% have diabetes and hypertension. Their eating habits were evaluated according to the recommendations of “Guia Alimentar para a População Brasileira” (Food guide to Brazilian Population). It was found through this research that the consumption of these workers for foods such as fruits, vegetables, milk and dairy products are below the recommendations suggested for this group, some other foods such as beans, breads, meats, fried foods, processed foods and sweets are above the recommendations of Ministry of Health. It became possible now through this research to evaluate the nutritional profile of the mentioned workers and to show improvements for their eating habits. The research also shows that it is important to adjust consumption of foods through new educational eating habits inside the work environment helping the workers to make healthy food choices. This will surely reflect for life quality and better perform at work.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/78530
Arquivos Descrição Formato
000900007.pdf (520.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.