Repositório Digital

A- A A+

Aterro sanitário da extrema e resíduos sólidos urbanos domiciliares : percepção dos moradores - Porto Alegre - RS

.

Aterro sanitário da extrema e resíduos sólidos urbanos domiciliares : percepção dos moradores - Porto Alegre - RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aterro sanitário da extrema e resíduos sólidos urbanos domiciliares : percepção dos moradores - Porto Alegre - RS
Outro título The "extrema" sanitary landfill and municipal household solid waste: the dweller perception – Porto Alegre - RS
Autor Kreling, Mônica Tagliari
Orientador Suertegaray, Dirce Maria Antunes
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geografia.
Assunto Aterro sanitário
Geografia urbana : Porto Alegre (RS)
[en] Environmental perception
[en] Geographic insertion
[en] Phonomenology
[en] Sanitary landfill
[en] Solid wastes
Resumo Nos últimos tempos no Brasil a crescente produção e descarte de resíduos sólidos tem sido uma preocupação para os órgãos ambientais, prefeituras municipais e governos federal e estaduais. Desta forma, intensificar estudos nestas áreas se faz necessário com vistas a incrementar informações sobre o cenário atual. Este trabalho apresenta a visão dos resíduos sólidos e do aterro sanitário, seu destino final, pela ótica de um grupo de moradores do município de Porto Alegre-RS, através da percepção do seu meio ambiente. Valorizando o aprendizado, imaginação, memória e a bagagem experiencial individual, faz uma análise interpretativa das diferentes visões de mundo dos técnicos, da população da capital e dos moradores vizinhos do Aterro Sanitário da Extrema, tendo como foco central o lixo produzido pela sociedade local. O estudo utiliza o método fenomenológico para extrair das manifestações a essência da compreensão individual e obter as opiniões pessoais, as semelhantes, as controvérsias e os conflitos como expressão das sensibilidades dos atores sociais. Lixo ou resíduo? O que esse grupo de moradores pensa e sabe sobre isso, como valoriza e como se insere na produção dos resíduos domiciliares? O que conhece sobre gestão, tratamento e destinação final? Como o Aterro Sanitário da Extrema é percebido pelos moradores? Essas são algumas questões apuradas e retratadas na pesquisa e que permite ponderar sobre o espaço vivido e o espaço construído, mediado pelo conceito de geograficidade fundamentado nas quatro categorias: topofilia, topofobia, topocídio e topo-reabilitação.
Abstract Lately in Brazil the increasing waste production and discarding have been a concern to environmental agencies, county administrations, and state or federal governments. This makes necessary more studies on the subject, producing information on the present situation. This work presents how the question of solid wastes and sanitary landfills is perceived in the environment by a group of residents of Porto Alegre, Rio Grande do Sul. An interpretative analysis is made, through the different visions of technicians, county residents and neighbors to the Extrema Sanitary Landfill, focused on the waste produced by the local society, and valuing learning, imagination, memory and individual experiences. This study used the phenomenological method to extract from these perceptions the deep individual awareness, obtaining private, common, controversial and opposing opinions, as expressions of the sensibility of the social players. Garbage or waste? What this group of residents think and know, how they value and how they place themselves in the production of household residues? What they know on management, treatment, and end destination? How the Extrema Sanitary Landfill is perceived by residents? These are some of the questions investigated in this research, allowing a thought on the living space and on the built space, mediated by the concept of geographic insertion, with its four categories: topophilia, topophobia, topocide, and topo-rehabilitation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/7908
Arquivos Descrição Formato
000560178.pdf (3.368Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.