Repositório Digital

A- A A+

Racionalidades modernas e identidades socioprofissionais de agricultores familiares

.

Racionalidades modernas e identidades socioprofissionais de agricultores familiares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Racionalidades modernas e identidades socioprofissionais de agricultores familiares
Autor Basso, Dirceu
Orientador Gehlen, Ivaldo
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Agricultura familiar
Comportamento social
Identidade social
Relações sociais
Sociologia rural
[en] Family farmers
[en] Modern rationalities
[en] Relations with the market
[en] Social professional identity
Resumo A presente tese propõe a análise das racionalidades que orientam as condutas produtivas dos agricultores familiares modernos. Estes, ao viabilizarem sua sustentabilidade social promovem diferentes ajustes nos sistemas de produção. O estudo das condutas foi realizado a partir das suas práticas sociais, tendo como eixo as relações estabelecidas entre os agricultores e o mercado nas dimensões de comercialização, de tecnologias e de sociabilidade. Levantaram-se duas hipóteses: a primeira está assentada na ideia de que os agricultores familiares modernos, para orientar suas condutas, constroem diferentes racionalidades, resultantes de significados embasados pela sustentabilidade social; a segunda destaca que a construção das identidades socioprofissionais dos agricultores são definidas pelas racionalidades. A perspectiva de abordagem baseou-se nos agricultores familiares. Para melhor entendimento destas condutas sociais, o estudo fundamentou-se nos tipos ideais de Weber, o que possibilitou substituir a diversidade de condutas por um conjunto inteligível, coerente e racional. O universo social desta investigação contemplou duas regiões políticas do Paraná, o Sudoeste e o Oeste, um espaço continuum em que predominam estabelecimentos de agricultores familiares e heterogeneidade produtiva. Para o levantamento das informações, foram realizadas entrevistas com auxílio de roteiros semi-estruturados com agricultores e informantes qualificados. O conceito de racionalidade social de Weber foi utilizado para compreender as condutas sociais dos agricultores. Os homens, ao criarem valores, atribuem significados as suas condutas cujos valores orientadores expressam-se em racionalidades. Os resultados do estudo permitiram verificar que os agricultores forjam diferentes racionalidades e que a (re)construção das identidades socioprofissionais são definidas pelas racionalidades adotadas, confirmando as hipóteses da tese. As racionalidades que orientam as condutas dos agricultores têm importante contribuição na construção do conceito de agricultura familiar; os agricultores podem, também, ser definidos pela sua racionalidade na interação que estabelecem com o mercado. Esta especificidade entre os agricultores familiares, por sua vez, passa a demandar das políticas públicas de Estado um caráter cada vez menos universal e mais específico.
Abstract The present study proposes the analysis upon the rationalities that guide the production conducts of modern family farmers who foster different adjustments in the production systems through their social sustainability practices. The study of these conducts was carried out based on their social practices, always from the axis of the relations established between the farmers and the market as far as commercialization, technologies and sociability are concerned. Two hypothesis were assumed: the first one is founded on the idea that modern family farmers make different rationalities in order to guide their conducts, and these rationalities are the result of significations which are based upon social sustainability; the second hypothesis suggests that the construction of farmers' social identities is defined by these rationalities. The approach perspective was based on family farmers. So as to better understand these social conducts, this study was grounded on Weber's ideal types, and that made it possible to substitute the diversity of conducts for an intelligible, coherent and rational material. The social universe of this research involved two political regions of Paraná: southwest and west, which are a continuum space where family farmers' establishments and productive heterogeneity dominate. In order to provide information gathering, interviews were conducted with farmers and qualified informants with the use of semi structured scripts. Weber's concept of social rationality was used to comprehend farmers' social conducts. Men attribute meaning to their conducts when they create values, and the values that guide their conducts are expressed in rationalities. The results of the present study made it possible to determine that farmers build different rationalities and that the (re)construction of their social professional identities are defined by the rationalities adopted by them, which confirms the initial hypothesis herein stated. The rationalities that guide farmers conducts strongly contribute to the construction of the concept of family farming; farmers can also be defined by their rationality regarding the interaction they establish with the market. Hence, this specificity concerning family farmers calls for state public policies that are characteristically more specific and less universal.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/79114
Arquivos Descrição Formato
000901322.pdf (1.638Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.