Repositório Digital

A- A A+

Análise da demanda e forma de utilização do ambulatório multiprofissional de um serviço de atenção primária á saude de Porto Alegre, Brasil

.

Análise da demanda e forma de utilização do ambulatório multiprofissional de um serviço de atenção primária á saude de Porto Alegre, Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise da demanda e forma de utilização do ambulatório multiprofissional de um serviço de atenção primária á saude de Porto Alegre, Brasil
Autor Fernandes, Carmen Luiza Correa
Orientador Knauth, Daniela Riva
Data 2013
Nível Mestrado profissional
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia.
Assunto Atenção primária à saúde
Centros comunitários de saúde : Utilização
[en] Ambulatory care
[en] Community health services
[en] Demanda
[en] Family health
[en] Family practice
[en] Frequent consultant
[en] Health need
[en] Health services
[en] Health services accessibility
[en] Hiperutilizadores
[en] Primary health care
[en] Primary health care
[en] Serviço de saúde comunitária
Resumo O sistema de saúde vem se transformando pressionado por mudanças sociodemográficas, políticas e econômicas. Essas modificações impõem aos gestores a necessidade de conhecer de maneira particularizada o perfil de demandas da população usuária. Neste contexto, o presente estudo tem por objetivo identificar o padrão e as características de utilização de um serviço de atenção primária à saúde a nível ambulatorial. Como objetivos específicos buscou-se traçar o perfil sociodemográfico dos usuários de unidades de APS, avaliar os motivos das consultas, identificar o tipo de atendimento utilizado e a categoria profissional responsável pelo atendimento, avaliar a relação das consultas com as ações programáticas desenvolvidas nos serviços de saúde e identificar a associação entre a vulnerabilidade da área de moradia e os motivos de consulta. Foi realizado um estudo transversal com dados retrospectivos do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição (SSC-GHC). A fonte primária foi o Boletim de Atendimento(BA), emitido para cada consulta efetuada no período de 1/01/2011 a 31/12/2011. O total de consultas avaliadas foi de 34.014 realizadas em duas unidades da Zona Norte de Porto Alegre por profissionais de nível superior de diferentes categorias profissionais. . A fonte primária do banco de dados foi o BA, emitido para cada atendimento ambulatorial. A análise dos dados foi feita com o programa estatístico SPSS versão 18.0. A análise descritiva respeitou as características e a distribuição das variáveis. As variáveis contínuas e com distribuição normal foram descritas por meio da média e desvio padrão e as variáveis contínuas e sem distribuição normal foram apresentadas como mediana (intervalo interquartil). As variáveis categóricas foram descritas como números absolutos. O número total de consultas efetivadas foi de 34.014, realizadas por 5.033 pessoas com cadastro nas unidades. A participação de moradores de área de risco foi de 31,3%. O número de pessoas consideradas hiperutilizadores - com mais de 6 consultas/ano - foi de 2.216 (44%). Os hiperutilizadores realizaram 78% das consultas. Estavam presentes hiperutilizadores em 53,7% das famílias. Os hiperutilizadores tinham como característica predominante ser mulher (67,8%), pertencer à faixa etária dos 20 aos 49 anos ou de mais de 60 anos. Os problemas relacionados à saúde mental e comportamental têm um percentual mais elevado entre os usuários hiperutilizadores, (6,9% vs 3,5%). O profissional mais procurado foi o médico (59,3%) seguido pelo odontólogo (27,5%). Os motivos de consulta encontrados são semelhantes no grupo de hiperutilizadores e não hiperutilizadores e distribuídos dentro do esperado para as faixas etárias.
Abstract The health system has been undergoing transformation due to sociodemographic, political and economic changes. These alterations impose to managers the need to individually know the demand profile of the user population. In this context, the present study aims to identify the use pattern and characteristics in primary health care service at ambulatorial level. As for specific objectives, this research intended to develop the sociodemographic profile of Primary Health Care (PHC) units users, evaluate the reasons for consultations, identify the type of service utilized and the professional category responsible for providing the service, assess the relationship between consultations and the programmatic actions performed by health services as well as to identify the association between the vulnerability of the housing area and the reasons for consultation. A cross-sectional study was conducted with retrospective data from the Community Health Service of the Conceição Hospital Group (SSC-GHC). The primary source was the outpatients' charts issued for each consultation in the period between 1/1/2011 and 12/31/2011. The study comprised a total of 34,014 consultations performed in two units of the North Region of Porto Alegre by professionals with tertiary education from different occupational categories. The main objective of this study was to identify use pattern and characteristics of primary health care services at ambulatorial level. The specific objectives were to develop the sociodemographic profile of PHC units users, evaluate the reasons for consultations, identify the type of service utilized and the professional category responsible for providing the service, assess the relationship between consultations and the programmatic actions performed by health care services as well as to identify the association between the vulnerability of the housing area and the reasons for consultation. The primary source of the database was the chart issued for each outpatient’s ambulatory care. The data analysis was realized with the SPSS statistics software version 18.0. The descriptive analysis considered the characteristics and distribution of variables. The continuous variables with normal distribution were described through averages and standard deviation whilst the continuous variables without normal distribution were presented as median (interquartile range). Categorical variables were described as absolute numbers. The total number of consultations was 34,014 referring to 5,033 people registered in the units. The participation of risk area residents was 31.3%. The number of people considered frequent users - with more than 6 consultations per year - amounted to 2,216 (44%). The frequent users accounted for 78% of the consultations. They were present in 53.7% of households. Frequent users were predominantly women (67.8%), belonging to the age group ranging from 20 to 49 years old or over 60. Mental and behavioral health related issues have a higher percentage among frequent users (6.9% vs. 3.5%). The most requested professional was the physician (59.3%) followed by the odontologist (27.5%). The reasons for consultation found are similar in both frequent and non-frequent users and distributed within the expected for the age groups.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/79591
Arquivos Descrição Formato
000901015.pdf (968.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.