Repositório Digital

A- A A+

Mamíferos do neopleistoceno : holoceno do Parque Nacional de Ubajara, Ceará

.

Mamíferos do neopleistoceno : holoceno do Parque Nacional de Ubajara, Ceará

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Mamíferos do neopleistoceno : holoceno do Parque Nacional de Ubajara, Ceará
Autor Oliveira, Paulo Victor de
Orientador Ribeiro, Ana Maria
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geociências.
Assunto Mamíferos
Paleoambiental
Paleovertebrados
Parque Nacional de Ubajara (CE)
[en] Caves
[en] Ceará
[en] Environmental inference paleoambientais
[en] Mammals
[en] Quaternary
[en] Systematic
Resumo A região nordeste do Brasil é bem marcada por registros fósseis neopleistocênicosholocênicos, representados por bioclastos acumulados em depósitos continentais, principalmente em tanques e cavernas. Calcários neoproterozóicos depositados no noroeste do Estado Ceará afloram sob a forma de morros no sopé da Chapada da Ibiapaba, na área do Parque Nacional de Ubajara. Estes morros apresentam grutas/cavernas de grande importância por conter em seu interior restos de vertebrados e invertebrados quaternários, destacando-se o Morro do Pendurado, onde se encontram as Grutas do Urso Fóssil e do Pendurado. O material sedimentológico coletado nestas grutas foi datado por termoluminescência resultando em idades de 8.000 ± 990 AP; 8.200 ± 980 AP; 31.200 ± 3.530 AP e 34.900 ± 4.750 AP, sendo as idades mais antigas encontradas nos condutos mais internos e sem material fóssil associado. Os táxons de mamíferos nos distintos salões destas grutas são: cf. Didelphis albiventris, Monodelphis sp., Dasypus novemcinctus, Euphractus sexcinctus, Cabassous sp., Kerodon sp., Thrichomys sp., Coendou prehensilis, Tayassu pecari, Mazama sp. e Tapirus terrestris, além de Tayassuidae e Cervidae indeterminados. Atualmente estes táxons em sua maioria ainda são presentes na região, principalmente os de menor porte, enquanto os de maior porte como Tayassu pecari e Tapirus terrestris não são mais registrados, provavelmente devido à ação antrópica e/ou fragmentação da mata. Com base na fauna encontrada pode se inferir que as mudanças paleoambientais e paleoclimáticas ocorridas no Quaternário não afetaram de forma muito significativa a diversidade de mamíferos na região estudada.
Abstract The northeastern region of Brazil is very well marked by late Pleistocene-Holocene fossil records, represented by bioclastics accumulated in continental deposits, mostly tanks and caves. Neoproterozoics limestone deposited in the northwest of the Ceará State to appear under form the hills in the base of Ibiapaba Plateau, in the area of National Park of Ubajara. These hills to shelters caves/cavern of great importance by contained Quaternary vertebrates and invertebrates remains inside, stands out between them, the Pendurado Hill, where with the caves, Urso Fóssil and Pendurado. The sedimentological material collected in the caves has dated by thermoluminescency resulting in ages of 8.000 ± 990 BP; 8.200 ± 980 BP; 31.200 ± 3.530 BP and 34.900 ± 4.750 BP, well the ages older found in the more internal conducts without associated fossil material. The taxa of mammals in the distinct rooms these caves are: cf. Didelphis albiventris, Monodelphis sp., Dasypus novemcinctus, Euphractus sexcinctus, Cabassous sp., Kerodon sp., Thrichomys sp., Coendou prehensilis, Tayassu pecari, Mazama sp., and Tapirus terrestris, besides indeterminates Tayassuidae and Cervidae. Currently this taxa in your most still present in the region, main the small body, while the bigger body with Tayassu pecari and Tapirus terrestris no is more record, probably due to antropic action and/or forest fragmentation. With joint in found fauna, will can to propose which the paleoenvironmental and paleoclimatic changes occurred in the Quaternary no affected of form very significant the diversity in the studied region.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/79743
Arquivos Descrição Formato
000753694.pdf (11.06Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.