Repositório Digital

A- A A+

Desempenho mecânico de revestimento interno de parede produzido com argamassa projetada aplicado sobre blocos cerâmicos lisos

.

Desempenho mecânico de revestimento interno de parede produzido com argamassa projetada aplicado sobre blocos cerâmicos lisos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Desempenho mecânico de revestimento interno de parede produzido com argamassa projetada aplicado sobre blocos cerâmicos lisos
Autor Fernandes, Willian Leandro
Orientador Masuero, Angela Borges
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo O crescimento da construção civil, após décadas de estagnação, tornou evidente um problema antigo: a falta da qualificação da mão de obra presente nos canteiros de obras do País. Com a competitividade em alta entre as construtoras, num período no qual se busca produtividade e qualidade final de seus produtos, faz-se necessário investir em novas tecnologias a fim de buscar a industrialização de processos dentro da construção civil. É nesse contexto que começaram a serem usados os equipamentos de projeção mecânica de argamassa no Brasil, as quais possuem como características exatamente o que o mercado necessita: produtividade e qualidade. Diante dessa realidade do setor da construção, esse trabalho apresenta um estudo sobre o desempenho da argamassa projetada, para revestimento interno de paredes de vedação com blocos cerâmicos lisos. Por tratar-se de um método de execução de revestimento relativamente novo no País, em especial em Porto Alegre, foi realizada uma série de ensaios, com o objetivo de caracterizar a argamassa utilizada neste tipo de projeção, quanto à consistência, retenção de água e densidade de massa e teor de ar incorporado e avaliação de desempenho do revestimento executado, quanto à resistência de aderência à tração e estanqueidade à água. A avaliação de desempenho deu-se em alturas predeterminadas de 0,7 m, 1,40 m e 2,10 m para que pudesse ser analisada também a ocorrência ou não de variação de valores quanto a estes fatores em diferentes alturas do revestimento. No ensaio de resistência de aderência à tração conclui-se que entre as alturas analisadas todas elas obtiveram valores superiores aos limites sugeridos pela Norma correspondente ao ensaio. Observou-se ainda que o revestimento executado a altura de 0,7 m obteve resistência de aderência média, superior em relação às demais, sendo 2,63% em relação às extrações a 1,40 m e 13,15% a 2,10 m. Quanto ao ensaio de permeabilidade, verificou-se absorção inferior no revestimento executado a 0,7 m, sendo essa explicada provavelmente pelo grau de saturação mais elevado, se comparado com o presente em faixas de revestimento em maiores alturas. As comparações realizadas, quanto aos valores obtidos no ensaio, mostram que, dentre os trabalhos avaliados, o trabalho do autor teve menores taxas de absorção ao longo de toda duração do ensaio, o que sinaliza este como sendo um revestimento mais estanque comparado aos demais. Conclui-se então que o revestimento executado com argamassa projetada possui desempenho satisfatório quanto às propriedades analisadas.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/79789
Arquivos Descrição Formato
000897539.pdf (2.444Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.