Repositório Digital

A- A A+

Sintaxe da enunciação : noção mediadora para reconhecimento de uma lingüística da enunciação

.

Sintaxe da enunciação : noção mediadora para reconhecimento de uma lingüística da enunciação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sintaxe da enunciação : noção mediadora para reconhecimento de uma lingüística da enunciação
Autor Lichtenberg, Sônia
Orientador Flores, Valdir do Nascimento
Data 2006
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Língua portuguesa
Lingüística da enunciação
Sintaxe
Teoria da enunciação
Resumo Neste trabalho, estuda-se a sintaxe da enunciação, definida como atividade dos sujeitos com e na língua, exigência da promoção de sentido, com a finalidade de comprovar que a obra de Benveniste, constante em Problemas de Lingüística Geral I e em Problemas de Lingüística Geral II, constitui uma unidade. Considerando-se o conjunto de textos em que são apresentados aspectos teóricos e o conjunto de textos que trata de descrições de fatos de língua, verificam-se inter-relações entre teoria e prática, as quais se resumem em três princípios: a) língua é intersubjetiva; b) a língua tem como unidade a frase; c) a língua é um sistema de signos referenciais. A partir da verificação destes princípios, afirma-se que os estudos realizados por Benveniste constituem uma lingüística, a Lingüística da Enunciação.
Résumé Dans ce travail, on étudie la syntaxe de l’énonciation, conçue comme activité des sujets avec et dans la langue, exigence de la promotion de sens, ayant pour but montrer que l’oeuvre de Benveniste, en ce qui concerne Problèmes de Linguistique Générale I et Problèmes de Linguistique Générale II, constitue une unité. En considérant l’ensemble de textes dans lesquels sont présentés des aspects théoriques ainsi que l’ensemble de textes qui traite de descriptions de faits de langue, on vérifie des rapports entre théorie et pratique que l’on résume en trois principes, à savoir: a) la langue est intersubjective; b) la langue a comme unité la phrase; c) la langue est un système de signes référentiels. À partir de la vérification de ces principes, on soutient que les études faites par Benveniste constituent une linguistique, la Linguistique de l’Énonciation.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/8034
Arquivos Descrição Formato
000565337.pdf (588.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.