Repositório Digital

A- A A+

Métodos de preparo de solo e sua influência na erosão hídrica e no acúmulo de biomassa da parte aérea de Eucaliptus Saligna em um cambissolo háplico da depressão central do Rio Grande do Sul

.

Métodos de preparo de solo e sua influência na erosão hídrica e no acúmulo de biomassa da parte aérea de Eucaliptus Saligna em um cambissolo háplico da depressão central do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Métodos de preparo de solo e sua influência na erosão hídrica e no acúmulo de biomassa da parte aérea de Eucaliptus Saligna em um cambissolo háplico da depressão central do Rio Grande do Sul
Outro título Methods of soil tillage and its influence in water erosion and initial development of eucalyptus saligna on the inceptisoil of the central depression of the State of Rio Grande do Sul
Autor Baptista, José
Levien, Renato
Resumo Este estudo buscou identificar e quantificar o efeito de métodos de preparo de solo e manejo de resíduos da colheita sobre a erosão hídrica e o desenvolvimento inicial da floresta de Eucalyptus saligna em um Cambissolo háplico. O ensaio foi instalado em área experimental da Aracruz Celulose e Papel S. A., localizada no Município de Arroio dos Ratos, na região fisiográfica denominada Depressão Central. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso com três repetições. Os tratamentos testados foram: subsolagem interrompida com resíduo (SIR), subsolagem contínua com resíduo (SCR) e subsolagem contínua sem resíduo (SSR), todos no sentido do declive, e coveamento mecânico (CME). A perda de solo do SSR foi 10 vezes maior que a dos demais tratamentos de subsolagem e 100 vezes maior em relação ao coveamento mecânico (CME). O escoamento superficial nos tratamentos com resíduo correspondeu a 1,6% do total precipitado e no tratamento subsolagem sem resíduo, 2,9% do total precipitado. O preparo mais intensivo do solo aumentou a erosão, porém favoreceu o crescimento inicial do eucalipto. A biomassa aérea do E. saligna 12 meses após o plantio foi maior nos tratamentos com maior volume de solo mobilizado.
Abstract The study sought to identify and quantify the effect of methods of tillage soil and solid waste management of the harvest on water erosion and initial development of the forest in a Inceptisoil. The test was installed in an experimental area of Aracruz Pulp and Paper S. A., located in the municipality of Arroio dos Ratos in the physiografic region called the Depression Center. The experimental design used was random block with three repetitions. The treatments tested were interrupted ripping with residue (CRS), continuous ripping with residue (SCR), continuous without residue (SSR) all in the direction of the slope and mechanical digging (CME). The loss of soil from SSR was ten times larger than the other treatment of ripping and one hundred times greater if compared to mechanic digging. The water disposed superficial treatment with residue was 1.6%. In ripping without residue, disposal was 2.9% of the total precipitate. The more intensive preparation increases soil erosion but favors the initial growth of eucalyptus. The maintenance of residue provides an appropriate development of eucalyptus plants and reduces the loss of water, and soil.
Contido em Revista Árvore, Viçosa. Vol. 34, n. 4 (jul./ago. 2010), p. 567-575
Assunto Depressão Central, Região (RS)
Erosao hidrica
Eucalipto
Preparo do solo
[en] Ripping of soil
[en] Water erosion and Eucalyptus
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/80743
Arquivos Descrição Formato
000774858.pdf (244.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.