Repositório Digital

A- A A+

Escola e família : a socialização dos jovens agricultores familiares

.

Escola e família : a socialização dos jovens agricultores familiares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Escola e família : a socialização dos jovens agricultores familiares
Autor Pandolfo, Graziela Castro
Orientador Brumer, Anita
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia.
Assunto Agricultura familiar
Educação rural
Escola rural
Família rural
Jovens
Passa Sete (RS)
Reprodução social
Sobradinho (RS)
Sociologia rural
Trajetorias de vida
[en] Family farming
[en] Professional projects
[en] Socialization
[en] Social reproduction
Resumo Considerando o contexto de transformações pelas quais vem passando o universo rural nas últimas décadas, este estudo aborda a reprodução da agricultura familiar sob a perspectiva dos jovens agricultores, analisando os papéis desempenhados pela família e pela escola, enquanto instâncias socializadoras, na construção social dos jovens agricultores. Realizou-se uma análise qualitativa baseada em entrevistas semiestruturadas e grupo focal aplicado aos jovens agricultores, produtores familiares e professores nos municípios de Sobradinho e Passa Sete, na região Centro Serra do Rio Grande do Sul. Observou-se um ambiente rural em que as perspectivas de continuidade das atividades agrícolas estão fortemente comprometidas em função da crise na sucessão dos estabelecimentos familiares. Tanto os projetos juvenis quanto as estratégias familiares indicam a busca por melhores condições de vida fora da agricultura. Se a família já não possui mais o monopólio do processo de socialização das novas gerações e demonstra estar contribuindo para o fluxo migratório juvenil através do investimento na educação formal de seus filhos, a escola colabora com o enfraquecimento do tecido social do campo ao efetuar um ensino descontextualizado com a realidade rural e que não incentiva a utilização dos conhecimentos transmitidos por ela nos estabelecimentos agrícolas.
Abstract Considering the set of transformations through which the rural context has been undergoing in recent decades, this study addresses the reproduction of family farming from the perspective of young farmer workers, analyzing the roles performed by family and school as socializing instances in the social construction of these young people. We made a qualitative analysis based on structured interviews and focus groups applied to young farm workers, family farmers and teachers in the cities of Sobradinho and Passa Sete, in the Centro Serra region of Rio Grande do Sul. It was observed a rural setting where the prospects of continuity of agricultural activities are severely affected due to the crisis in the succession of family farms. Both youth project and family strategies indicate the search for better living conditions outside of agriculture. If the family has no longer the monopoly over the process of socialization of the new generations and demonstrates to be contributing to juvenile migration through investment in formal education of their children, the school collaborates with the weakening of the social fabric of the field through a teaching that is not contextualized according to the rural reality and that does not encourage the use of knowledge passed by school in farms.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/81363
Arquivos Descrição Formato
000902135.pdf (898.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.