Repositório Digital

A- A A+

Visões e devires de uma professora : a violência da sensação

.

Visões e devires de uma professora : a violência da sensação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Visões e devires de uma professora : a violência da sensação
Autor Prates, Adriana Pedrassa
Orientador Zordan, Paola
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Arte
Pensamento
Professor
Sensação
[en] Art
[en] Sensation
[en] Teaching
[en] Thinking
Resumo A presente dissertação se inscreve nas fronteiras da Educação, da Arte e da Filosofia. É produto das artistagens do pensamento em exercícios de escrita conceitual e fabulatória, assim também como do desenho. Tudo se dá por uma necessidade: a da decifragem. Acometida por forças que desconhece, uma professora vê erguer, como gigantes, cinco expressões picturais e sonoras puras – visões paradas no tempo e no espaço - em diferentes lugares da instituição escolar, tornando-a irremediavelmente irreconhecível. Ao estranhar o outro - professores, alunos, aulas - é a si mesma, no entanto, que a professora estranha, seus próprios espaços-tempos é que são violentamente invadidos. Não obstante, o esforço que se move não segue na tentativa de um (re)encontrar ou de um (re)encontrar-se, como algo que de antemão, já é dado, muito pelo contrário. O pensamento, expulso de sua pretensa acomodação, é lançado a uma aventura involuntária que faz com que, no encontro com as visões que sofre, à maneira de um artista que trabalha, lute por arrancar de cada qual, perceptos e afectos, ou seja, a Figura como a forma sensível da sensação, conceito este tomado como vital. Na simultaneidade da destruição e da criação que engendra, essa dissertação aparece, principalmente com Deleuze, mas também com Nietzsche, Foucault, Proust, Valéry, Guattari, Bergson, Blanchot, Barthes, o pintor Francis Bacon e outros tantos tão amados, como o exercício de um eterno vir a ser - devires infindos se dão via a constituição de um processo de sensibilização que, ao jogar estética na existência, aciona o pensar do pensamento. Os agenciamentos que daí resultam, vêm como o traçado de intensidades inteiramente implicadas com a produção de novos modos de vida. A importância que isso apresenta é a mesma que faz dizer sobre a necessidade do contato das pessoas com a arte ou, o que é indispensável afirmar, dos alunos, com a arte, nas escolas.
Abstract This dissertation articulates in the different areas: Education, Art and Philosophy. It is product of the artistagens of thought in conceptual and artistic writing exercises, and so as the drawing. Everything happens for a need: the deciphered. Affected by forces that she does not know, a teacher sees rising, like giants, five pure pictorial and sounded expressions - visions stopped in time and space - in different parts of the school, becoming it unrecognizable. Stranging the other - teachers, students, classes - it is the teacher herself who, however, strange, her own space-time that is violentelly invaded. Nevertheless, the effort that moves does not follow in an attempt to a (re)find or to a (re)find itself as something, beforehand, it is already given, in the contrary. The thought, expelled from its alleged accommodation, is launched on an involuntary adventure that makes, in the encounter with the visions suffer, the way an artist works, it fights to rip for each one of the percepts and affects, so, the Figure, how a sensitively form of the sensation, concept that takes as vital. In simultaneous’ destruction and creation that engenders, the dissertation appears, especially with Deleuze, but also with Nietzsche, Foucault, Proust, Valéry, Guattari, Bergson, Blanchot, Barthes, the painter Francis Bacon and many other beloved, as the exercise of an eternal come into being - infinded becomes happened by the constitution of a process of sensibility that, while release aesthetic in the existence, sets to think of thought. The agenciaments that result from it, come as the traced intensities fully involved with the production of new ways of life. The importance that it shows is the same that may say about the need for contact from the people with the art, or, what is indispensable to say, from the students with art, in the schools.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/83821
Arquivos Descrição Formato
000907379.pdf (7.573Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.