Repositório Digital

A- A A+

Repercussões da Lei Maria da Penha no enferentamento da violência doméstica em Porto Alegre

.

Repercussões da Lei Maria da Penha no enferentamento da violência doméstica em Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Repercussões da Lei Maria da Penha no enferentamento da violência doméstica em Porto Alegre
Outro título Repercusiones de la Ley Maria da Penha en el enfrentamiento de la violência doméstica en Porto Alegre
Outro título Repercussions of Maria da Penha Law on addressing domestic violence in Porto Alegre
Autor Alves, Elisângela da Silva
Oliveira, Dora Lúcia Leidens Corrêa de
Maffacciolli, Rosana
Resumo O presente estudo procurou analisar as repercussões da Lei Maria da Penha no enfrentamento da violência doméstica contra mulheres, na cidade de Porto Alegre, a partir da visão dos profissionais que constituem a rede de atendimento a elas. Foram entrevistados sete profissionais que atuam na rede de atendimento a mulheres vítimas de violência. Os dados sugerem que a Lei promoveu mudanças nos campos da prevenção da violência, da assistência a mulheres e da punição aos agressores, com aumento da visibilidade conferida a esse fenômeno e empoderamento feminino. Conclui-se que o fortalecimento das medidas preconizadas pela Lei Maria da Penha ainda depende de investimentos na qualificação dos profissionais, de ações articuladas entre os locais de atendimento e de crescente utilização da atenção básica para a promoção da saúde de mulheres e famílias expostas à violência.
Resumen El presente trabajo buscó analizar las repercusiones de la Ley Maria da Penha en el enfrentamiento de la violencia doméstica contra mujeres en la ciudad de Porto Alegre, a partir de la visión de los profesionales que constituyen la red de atendimiento a ellas. Fueron entrevistados siete profesionales que actúan en la red de atendimiento a mujeres víctimas de violencia. Los datos sugieren que la Ley promovió cambios en el campo de la prevención de la violencia, de la asistencia a mujeres y de la punición a los agresores, con el aumento de la visibilidad dada a ese fenómeno y el empoderamiento femenino. Se concluye que el fortalecimiento de las medidas preconizadas por la Ley Maria da Penha aún depende de inversión en la calificación de los profesionales, de acciones articuladas entre los locales de atendimiento y de creciente utilización de la atención básica para la promoción de la salud de mujeres y las familias expuestas a la violencia.
Abstract The current paper sought to analyze the repercussions of Maria da Penha Law on addressing the issue of domestic violence against women in the city of Porto Alegre based on the view of professionals who constitute the care network for those women. Seven professionals, who work with the care for women who are victims of violence, were interviewed. Data suggests that the Law has promoted changes in the field of violence prevention, assistance to women and punishment for the perpetrators, and it also increased the attention given to this phenomenon and enhanced female empowerment. It is concluded that the strengthening of the measures recommended by Maria da Penha Law still depends on investments in professional qualification, articulated actions between the places which provide assistance and the growing use of primary care services in order to improve the health of women and families exposed to violence.
Contido em Revista gaúcha de enfermagem. Porto Alegre. Vol. 33, n. 3 (2012), p.141-147
Assunto Lei Maria da Penha
Violência doméstica
[en] Domestic violence
[en] Gender identity
[en] Legislation
[es] Identidad de género
[es] Legislación
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/85396
Arquivos Descrição Formato
000872673.pdf (107.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.