Repositório Digital

A- A A+

Fixador esquelético externo circular para o tratamento de fraturas rádio e tíbia em cães

.

Fixador esquelético externo circular para o tratamento de fraturas rádio e tíbia em cães

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fixador esquelético externo circular para o tratamento de fraturas rádio e tíbia em cães
Autor Gonzalez, Paula Cristina Sieczkowski
Orientador Alievi, Marcelo Meller
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Cirurgia veterinaria : Caes
Complicações pós-operatórias
Fixação Esquelética Externa : Animais
Fraturas da tíbia
Fraturas do rádio
[en] Circular external fixator
[en] Fracture
[en] Radio
[en] Tibia complications
Resumo O fixador esquelético externo circular foi desenvolvido durante a guerra fria na Rússia, pelo Professor Gavril Abramovich Ilizarov. Esse tipo de fixação ganhou espaço como alternativa à fixação interna, devido a sua versatilidade e às suas características biomecânicas que otimizam a formação do calo ósseo. O objetivo desse estudo foi avaliar o fixador esquelético externo circular como método de fixação para fraturas metafisárias de rádio e tíbia de cães atendidos no Hospital de Clínicas Veterinárias da UFRGS. Os resultados a respeito do tipo e frequência de complicações associados a essa técnica foram documentados. No total 16 animais cumpriram os critérios para entrar no estudo sendo sete fêmeas e nove machos. A idade média dos animais foi de 50,87 ± 57,01 meses com peso médio dos animais foi de 8,6 ± 6,95kg. Três (18%) animais apresentaram fratura de tíbia e fíbula e treze (82%) fraturas de rádio e ulna. O aparelho de fixação esquelética utilizado consistiu de um aro proximal 5/8 e dois aros distais inteiros, com dois fios em cada anel. Os fios foram colocados de maneira divergente o mais próximo possível de 90°. O aparelho pesou em média 128 ± 49g, representando em média 4,09 ± 3,22% do peso do animal. O tempo médio de cirurgia foi de 115 ± 32 minutos. O tempo médio de permanência com o aparelho de fixação esquelética externa circular foi de 81,69 ± 23,14 dias. Entre as complicações encontradas estão: tratos de drenagem ao redor dos fios (37,5%), miíase (6,25%), encurtamento dos músculos flexores do antebraço (6,25%), hemorragia associada ao local de passagens dos pinos (6,25%) e quebra do fio com deslocamento do fixador levando a necessidade de sua remoção (6,25%). Não houve diferença estatística entre os tempos cirúrgicos necessários para a osteossíntese de rádio e tíbia. Não houve correlação entre as variáveis: tempo decorrido do trauma até a cirurgia e tempo de duração da cirurgia; tempo decorrido do trauma até a cirurgia e tempo de permanência com o aparelho de fixação esquelética externa circular; peso do animal e duração da cirurgia; proporção do peso do circular em relação ao peso do animal e o tempo de permanecia com o circular. Houve correlação positiva estatisticamente significativa entre as variáveis: duração da cirurgia e tempo de permanência com o aparelho de fixação esquelética externa circular. Essa modalidade de tratamento representa uma opção cirúrgica atrativa para a correção de fraturas de rádio e tíbia em cães, entretanto, devido à possibilidade complicações e necessidade de cuidados pós-operatórios intensivos uma seleção acurada dos pacientes e proprietários deve ser realizada previamente à cirurgia.
Abstract The circular external skeletal fixator was developed during the Cold War in Russia, by Professor Gavril Abramovich Ilizarov. This kind of fixation took place as an alternative to internal fixation, due to its versatility and its biomechanical characteristics that improves the formation of callus. The aim of this study was to evaluate the circular external skeletal fixator as a method of fixation for fractures of the radius and tibia of dogs treated at the Veterinary Teaching Hospital of UFRGS, corroborating the results, the type and frequency of complications associated with this technique. Sixteen animals met the criteria to participate on the study, seven females and nine males. The average age of the animals was 50.87 ± 57.01 months. The average weight of the animals was 8.6 ± 6.95 kg. Three (18%) animals showed fracture of tibia and fibula and thirteen (82%) fractures of the radius and ulna. The circular external skeletal fixation frame used consisted of a proximal ring ⅝ and two full distal rings, with two wires in each ring. The wires were placed divergently as close as possible to 90 °. The frame weighed on average 128 ± 49g, representing average 4.09 ± 3.22% of the weight of the animal. The mean time of the surgery was 115 ± 32 minutes. The average time spent with the circular was 81.69 ± 23.14 days. Among the complications found are drainage tracts around the pins (37.5%), myiasis (6.25%), shortening of the forearm flexors (6.25%), hemorrhage associated with the location of pins passages (6, 25%) and breakage of the device wire with displacement of the frame leading to its removal (6.25%). There was no statistical difference between the times required for the surgical fixation of the radius and tibia. There was no correlation between the variables: time elapsed from trauma to surgery and duration of surgery, time elapsed from trauma to surgery and time spent with the circular external skeletal fixation; animal weight and duration of surgery; the proportion of the circular weight in relation to the weight of the animal and the time remained with the circular. There was statistically significant positive correlation between the variables: duration of the surgery and the permanency with the circular external skeletal fixation. This treatment modality represents an attractive surgical option for fractures correction of the radius and tibia in dogs, however, due to possible complications and need for intensive post operative care accurate selection of patients and owners should be performed prior to surgery.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/85403
Arquivos Descrição Formato
000909466.pdf (1.868Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.