Repositório Digital

A- A A+

É possível pensar de outro modo a educação em enfermagem?

.

É possível pensar de outro modo a educação em enfermagem?

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título É possível pensar de outro modo a educação em enfermagem?
Outro título Is it possible to view nursing education differently?
Outro título ¿Es posible pensar de otra manera la educación en enfermería?
Autor Kruse, Maria Henriqueta Luce
Resumo Discorre sobre as práticas pedagógicas que constituem a enfermeira, onde se estabelecem, regulam e modificam as relações deste sujeito consigo mesmo e nas quais se constitui a experiência de si. Aponta os discursos que a produzem, as condições de possibilidades do aparecimento desta profissão no Brasil, os repertórios de modos de experiência de si e os dispositivos para formação de seus membros, destacando quatro aspectos da Tese “Os poderes dos corpos frios”: a disciplina de Anatomia, as técnicas de enfermagem, o exame físico e os diagnósticos de enfermagem, aqui vistos como dispositivos produtores dos corpos frios. Aponta tais estratégias de ensino como representativas de um determinado modo de ensinar enfermagem, ressaltando que os mecanismos disciplinares que permeiam o modo como ensinamos podem nos impedir de pensar de outro modo o ensino de enfermagem.
Abstract Considers the pedagogical practices that are used in nursing where the relations of this person are established, regulated, and modified with themselves and where their own experience is made up. It points out the discourses that produce this, the conditions of possibilities of the rise of this profession in Brazil, the repertoires of ways of experiencing themselves, and the instruments for the formation of its members, focusing on four aspects of the Thesis The powers of the cold bodies: the discipline of Anatomy, the nursing techniques, the physical exam, and the nursing diagnosis here viewed as apparatuses that produce cold bodies. It points out such teaching strategies as representative of a certain way of teaching nursing, pointing out that the disciplinary mechanisms that permeate the way how we teach can keep us from thinking that nursing instruction could be done differently.
Resumen Discurre sobre las prácticas pedagógicas que constituyen la enfermera, donde se establecen, regulan y modifican las relaciones de este sujeto consigo mismo y en las cuales se constituye la experiencia de sí. Apunta a los discursos que la producen, las condiciones de posibilidades del nacimiento de esta profesión en Brasil, los repertorios de modos de experiencia de sí y los dispositivos para la formación de sus miembros, destacando cuatro aspectos de la Tesis. “Los poderes de los cuerpos fríos: la disciplina de Anatomía”, las técnicas de enfermería, el examen físico y los diagnósticos de enfermería, aquí vistos como dispositivos productores de los cuerpos fríos. Apunta tales estrategias de enseñanza como representativas de un determinado modo de enseñar enfermería, resaltando que los mecanismos disciplinarios que atraviesan la forma de cómo enseñamos nos pueden impedir pensar de otra manera la enseñanza de enfermería.
Contido em Escola Anna Nery: Revista de Enfermagem. Rio de Janeiro, RJ. Vol. 12, n. 2 (jun. 2008), p. 348-352
Assunto Educação em enfermagem
Enfermagem : História
[en] Education, higher
[en] Education, nursing
[en] History of nursing
[es] Educación en enfermería
[es] Educación superior
[es] Historia de la enfermería
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/85878
Arquivos Descrição Formato
000643667.pdf (71.68Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.