Repositório Digital

A- A A+

Reprodução social e práticas socioprodutivas de agricultores familiares na microrregião de Altamira, Pará, Brasil

.

Reprodução social e práticas socioprodutivas de agricultores familiares na microrregião de Altamira, Pará, Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Reprodução social e práticas socioprodutivas de agricultores familiares na microrregião de Altamira, Pará, Brasil
Autor Rocha, Carla Giovana Souza
Orientador Almeida, Jalcione Pereira de
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Agricultura ecológica
Agricultura familiar
Amazônia
Desmatamento
Meio ambiente
[en] Amazonia
[en] Innovations
[en] Social reproduction
[en] Technical changes
Resumo Este estudo objetiva compreender as possibilidades de mudanças nas práticas socioprodutivas e nas percepções ambientais dos agricultores familiares na microrregião de Altamira frente às restrições e oportunidades advindas da problemática ambiental. A pesquisa de campo consistiu de entrevistas semiestruturadas com 60 famílias de três localidades rurais desta microrregião paraense, tomadas como ilustrativas da realidade regional em seus aspectos de diversidade social e heterogeneidade do meio biofísico. Foram realizadas observações no campo por meio de percurso nos estabelecimentos agrícolas e entrevistadas com os mediadores técnicos e dos movimentos sociais. A abordagem teórico-metodológica escolhida teve dois aportes principais, a discussão epistemológica de Claude Raynaut sobre as interfaces das relações do meio natural e social e sobre as lógicas de reprodução social enfatizando os aspectos demográficos, sociais e materiais. E o aporte teórico de François Dubet que compreende a experiência social como a combinação de várias lógicas de ação humana, a lógica da integração ou socialização, a lógica estratégica e a da subjetivação. Foram identificadas oito lógicas de reprodução social dos agricultores da região que combinam as condições materiais para assegurar as necessidades básicas, a percepção quanto aos projetos familiares, e as formas de integração ao contexto institucional. As mudanças na gestão do espaço e o abandono do uso da floresta no sistema de corte e queima são favorecidos em caso de escassez de floresta, quando os sistemas de produção estão estabilizados ou se tem receita não agrícola que assegura as necessidades familiares, diminuindo a pressão sobre a floresta. Os constrangimentos impostos pelas leis e ações de fiscalização ambientais levam a mudanças temporárias no ritmo de desmatamento, mas não garantem a construção de novas práticas agrícolas que almejem a proteção da natureza e a reprodutibilidade ecológica dos elementos do meio natural. A combinação favorável nos elementos que compõem as três lógicas de ação levam às mudanças nas práticas socioprodutivas tendo em vista o controle do desmatamento na região. Ou seja, a existência de condições materiais por meio de sistemas de produção estabilizados ou receitas não agrícolas que assegurem os projetos familiares e seus objetivos; mudança na percepção sobre o meio natural na perspectiva de conservação do mesmo, em que o contexto local e regional favoreça às novas formas de relação sociedade-natureza, e que institucionalmente se incentive a realização de práticas socioprodutivas visando o controle do desmatamento.
Abstract The aim of the present study was to understand the changing possibilities in social-productive practices, and environmental awareness of family-farmers in the Altamira micro-region, in face of the constraints and opportunities arising from the environmental issues. The field research was carried out using semi-structured interviews of 60 families from three rural localities of that micro-region of the State of Pará-Brazil, taken to be illustrative of the regional reality, as well as its social diversity and biophysical surrounding heterogeneity. Field observations were performed by visiting the farming facilities and interviews with technical mediators and from social movements. The selected theoretical-methodological approach was comprised of two major contributions: the Claude Raynaut epistemological discussion on the natural and social environment relationship interfaces, and on the logic of social reproduction, highlighting the demographic, social, and material aspects, and the François Dubet theoretical framework which recognizes social experience as a combination of several logics of human endeavors such as the integration logic, and the subjective strategic logic. Eight social reproduction logics were identified among the region farmers combining the material conditions to safeguard basic needs, the perception as to the family projects, as well as ways of integration into the institutional context. Changes in spatial gestation and the abandoning of forest use in the clearing off and burning system are favored in the case of forest shortage when the production systems are stabilized, or if there is non-agricultural income which guarantees family needs, diminishing the stress on the forest. The constraints imposed by the laws and environmental monitoring actions lead to transitory changes on the deforestation rate, but does not warrant the construction of new farming practices which desire the protection o nature, and the ecological reproducibility of the natural environment constituents. The favorable combination of the elements composing the three action logics lead to changes in the socio-productive practices aimed at controlling deforestation in the area. Namely, the existence of material conditions by means of steady production systems, or non-farming revenues which assure family projects and their objectives; changes on the perception about the natural environment in the perspective of preserving it, and in which the local and regional context benefit from the novel forms of society-nature relationship, and that the accomplishment of socio-productive practices should be institutionally encouraged aiming at controlling deforestation.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/87372
Arquivos Descrição Formato
000905926.pdf (17.84Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.