Repositório Digital

A- A A+

Epidemiologia da hipersensibilidade dentinária

.

Epidemiologia da hipersensibilidade dentinária

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Epidemiologia da hipersensibilidade dentinária
Outro título Epidemiology of dentin hypersensitivity
Autor Costa, Ricardo dos Santos Araujo
Orientador Haas, Alex Nogueira
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Epidemiologia
Sensibilidade da dentina
[en] Dentine hypersensitivity
[en] Epidemiology
[en] Oral pain
[en] Riskfactors
Resumo Hipersensibilidade dentinária (HSD) é caracterizada como uma dor dentária curta e aguda, causada em resposta a estímulos térmicos, evaporativos, táteis ou osmóticos, e que não pode ser atribuída a qualquer outro tipo de patologia. A epidemiologia da HSD ainda é pouco estuda em nível populacional. O objetivo desta dissertação foi abordar a epidemiologia da HSD através da revisão crítica da literatura e da apresentação de um estudo de base populacional sobre prevalência, extensão e indicadores de risco para essa condição.Uma amostra representativa de 1023 habitantes adultos, com mais de 35 anos de idade, residentes em Porto Alegre foi obtida através de uma amostragem probabilística proporcional estratificada de múltiplo-estágio. Os participantes do estudo responderam a um questionário estruturado a respeito de dados sociodemográficos e comportamentais e receberam um exame clínico para diagnóstico de HSD térmico (jato de ar) e tátil (sonda) aplicados na superfície vestibular de todos os dentes presentes. Comandos analíticos que consideram a amostra complexa foram utilizados para gerar estimativas em modelos de risco multivariados. Aproximadamente um terço da população foi diagnosticada com HSD (jato de ar = 33,4% / sonda = 34,2%). Dentre os indivíduos que apresentaram HSD, em média 2 a 3 dentes apresentaram HSD. Os dentes mais afetados com HSD foram pré-molares superiores, molares superiores e pré-molares inferiores. Recessão gengival foi fator determinante para a ocorrência de HSD e foi modelada separadamente das demais variáveis. Mulheres, indivíduos mais jovens, fumantes, de melhor nível educacional e aqueles que relatam tratamento periodontal tiveram significativamente mais chance de HSD. Conclui-se que a prevalência e de HSD encontrada na população estudada é alta, porém com um número pequeno de dentes afetados. A ocorrência de HSD está associada a fatores comportamentais e sociodemográficos importantes, para os quais se podem estabelecer estratégias preventivas em nível individual e populacional.
Abstract Dentine hypersensitivity (DH) is characterized by an acute and short dental pain in response to thermal, evaporative, tactile and osmotic stimuli, which cannot be attributed to any other type of pathology. The epidemiology of DH is still little studied on the population level. The aim of this thesis was to assess the epidemiology of DH by conducting a critical appraisal of the literature and presenting the findings of a population-based study about the prevalence, extent and risk indicators of this condition. A representative sample of 1,023 adult 35 years and older inhabitants of Porto Alegre was obtained using a multistage, stratified, proportional to size, probability sampling strategy. Participants answered a structured questionnaire about sociodemographic and behavioral variables and were submitted to a clinical examination to diagnose DH using a blast of air and a manual probe on the buccal surfaceof all present teeth. Analytical commands that take into consideration the complex sampling design were used to generate estimates and multivariable risk models. Approximately one third of the population was diagnosed with DH (air blast= 33.4% and probe= 34.2%). Among individuals with DH, in average 2 to 3 teeth were affected by DH. The teeth most affected by DH were maxillary premolars and molars, followed by mandibular premolars. Gingival recession was a determinant factor for the occurrence of DH and was modeled separately from the other variables. Females, younger individuals, smokers, individuals of higher education and those reporting positive history of periodontal treatment had significantly higher chances of DH. It can be concluded that the prevalence of DH found in the studied population is high, although with few teeth affected. The occurrence of DH is associated with important sociodemographic and behavioral factors for which preventive strategies may be established on individual and population levels.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/87612
Arquivos Descrição Formato
000910547.pdf (3.756Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.