Repositório Digital

A- A A+

Aborto e coerção sexual : o contexto de vulnerabilidade entre mulheres jovens

.

Aborto e coerção sexual : o contexto de vulnerabilidade entre mulheres jovens

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aborto e coerção sexual : o contexto de vulnerabilidade entre mulheres jovens
Outro título Sexual coercion and abortion : a context of vulnerability among youth women
Autor Pilecco, Flávia Bulegon
Knauth, Daniela Riva
Vigo, Álvaro
Resumo Neste estudo investigou-se a relação entre a prática do aborto e a declaração de coerção sexual. Os dados foram provenientes do GRAVAD, inquérito domiciliar com amostragem probabilística estratificada, realizado com jovens de 18 a 24 anos, no Rio de Janeiro, em Porto Alegre e em Salvador, Brasil. A amostra do presente artigo foi composta por 870 entrevistas de mulheres que reportaram ter tido gravidez. A declaração de aborto mostrou-se associada ao relato de uma experiência de coerção sexual, bem como à maior escolaridade da jovem, a não ter obtido as primeiras informações sobre relações sexuais com os pais e a um maior número de gravidezes e de parceiros. A associação entre o aborto e a coerção sexual evidencia um quadro de vulnerabilidade de gênero e denota a precariedade das negociações em termos de sexualidade e reprodução. O silenciamento da coerção sexual às instituições públicas contribui para aumentar a vulnerabilidade das jovens, impedindo o acesso a recursos educativos, jurídicos e de saúde, que poderiam auxiliar na ruptura das situações de coerção e prevenção de novas ocorrências.
Abstract This study aims to investigate the relationship between abortion and experiences of sexual coercion. The data came from GRAVAD, a household survey with a stratified random sample of young women (18-24 years) in Rio de Janeiro, Porto Alegre, and Salvador, Brazil. The sample used in this article included 870 interviews of women who reported having become pregnant. Abortion was associated with: a reported experience of sexual coercion, more schooling, failure to obtain first information about sex from parents, and a history of more pregnancies and sexual partners. The association between abortion and sexual coercion reflects a situation of gender vulnerability and reveals young women’s precariousness in sex negotiation and reproduction. A veil of silence in public agencies concerning sexual coercion helps perpetuate young women’s vulnerability, as it blocks access to the appropriate educational, legal, and health services.
Contido em Cadernos de saúde pública = Reports in public health. Rio de Janeiro. Vol. 27, no. 3 (mar. 2011), p. 427-439
Assunto Estatística aplicada
[en] Induced Abortion
[en] Sexual Violence
[en] Vulnerability
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/94540
Arquivos Descrição Formato
000863475.pdf (135.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.