Repositório Digital

A- A A+

Prediction of chronic critical illness in a general intensive care unit

.

Prediction of chronic critical illness in a general intensive care unit

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Prediction of chronic critical illness in a general intensive care unit
Outro título Predição de doença crítica crônica em uma unidade geral de cuidados intensivos
Autor Loss, Sergio Henrique
Marchese, Claudia Balhesteiro
Boniatti, Márcio Manozzo
Wawrzeniak, Iuri Christmann
Oliveira, Roselaine Pinheiro de
Nunes, Luciana Neves
Victorino, Josue Almeida
Resumo Objective: To assess the incidence, costs, and mortality associated with chronic critical illness (CCI), and to identify clinical predictors of CCI in a general intensive care unit. Methods: Thiswas a prospective observational cohort study. All patients receiving supportive treatment for over 20 dayswere considered chronically critically ill and eligible for the study. After applying the exclusion criteria, 453 patients were analyzed. Results: Therewas an 11% incidence of CCI. Total length of hospital stay, costs, and mortality were significantly higher among patients with CCI. Mechanical ventilation, sepsis, Glasgow score < 15, inadequate calorie intake, and higher body mass index were independent predictors for CCI in the multivariate logistic regression model. Conclusions: CCI affects a distinctive population in intensive care units with higher mortality, costs, and prolonged hospitalization. Factors identifiable at the time of admission or during the first week in the intensive care unit can be used to predict CCI.
Abstract Objetivo: Avaliar a incidência, custos e mortalidade relacionados a doenc¸a crítica crônica (DCC) e identificar seus preditores clínicos em uma unidade de terapia intensiva geral. Métodos: Trata-se de uma coorte observacional prospectiva. Todos pacientes que recebiam tratamento de suporte por mais de 20 dias eram considerados doentes críticos crônicos. Permaneceram 453 pacientes após a aplicac¸ão dos critérios de exclusão. Resultados: A incidência de DCC foi de 11%. Permanência hospitalar, custos e mortalidade foram significativamente maiores na populac¸ão com DCC. Ventilac¸ão mecânica, sepse,Glasgowescore < 15, inadequada ingestão calórica e elevado índice de massa corporal foram preditores independentes para DCC em um modelo multivariado de regressão logística. Conclusão: DCC abrange uma distinta populac¸ão nas unidades de terapia intensiva apresentando maiores mortalidade, custos e permanência hospitalar. Alguns fatores presentes na admissão ou durante a primeira semana na unidade de terapia intensiva podem ser usados como preditores de DCC.
Contido em Revista da Associação Médica Brasileira (1992). São Paulo. Vol. 59, no. 3 (maio/jun. 2013), p. 241-247
Assunto Estatística aplicada
Estatística médica
[en] Cost control
[en] Critical illness
[en] Hospital mortality
[en] Prolonged mechanical ventilation
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/94968
Arquivos Descrição Formato
000892715.pdf (741.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.