Repositório Digital

A- A A+

Caracterização petrográfica do Complexo Vila Nova na Região de Cupixi, Porto Grande-AP

.

Caracterização petrográfica do Complexo Vila Nova na Região de Cupixi, Porto Grande-AP

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Caracterização petrográfica do Complexo Vila Nova na Região de Cupixi, Porto Grande-AP
Autor Hoffmann, Itiana Borges
Orientador Philipp, Ruy Paulo
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Curso de Geologia.
Assunto Amapá
Complexo vila nova
Petrografia
[en] LA-ICP-MS
[en] Maroni-Itacaiúnas province
[en] Petrography
[en] Vila Nova complex
Resumo A área de estudo está localizada na região de Cupixi, na porção central do Estado do Amapá e está inserida no contexto geológico da Província Maroni-Itacaiúnas. As rochas expostas nessa região constituem associações metamórficas e plutônicas do embasamento arqueano, bem como granitóides paleoproterozóicos e seqüências metavulcanossedimentares correlacionadas ao Complexo Vila Nova. Na área de estudo, denominada Cupixi, na qual situa-se o Cinturão da Serra do Navio, o Complexo Vila Nova inclui rochas metassedimentares (metaconglomerados, quartzitos e xistos pelíticos), químicas (formação ferrífera), além de metamafitos e metaultramafitos. A análise estrutural indica que a deformação principal nestas rochas, marcada pela foliação S1 e S2 foi originada a partir de movimentos de cavalgamento e transcorrência. Em análise de microescala, foram reconhecidos dois eventos de metamorfismo e dois deformacionais. Os estágios D1 e D2, representadas pela orientação mineralógica (S1), por vezes constituindo dobras intrafoliais, e pela clivagem de crenulação (S2) respectivamente, podem ser associadas aos eventos deformacionais D1 e D2. Durante estes eventos é atingido o pico metamórfico na região (MO), marcado pela paragênese mineral nos metamafitos Grt+Hb+Bt, estável em condições de pressão intermediária, entre 4 e 6 kbares e temperatura em torno de 550 a 600 °C. A paragênese mineral Di+Hb+Pl, também encontrada nos metamafitos sugere que a temperatura alcançou 650°C. A S3, evidenciada pela clivagem de fratura, no plano axial das dobras, está relacionada ao retrometamorfismo em fácies xisto verde superior com paragênese definida por Cl+Ep+Bt. Algumas rochas apresentam efeitos termais (MC) superimpostos aos de metamorfismo orogênico em decorrência da intrusão de magmas graníticos indiferenciados encontrados em furos de sondagens. Estas são caracterizadas pela textura decussada e paragênese Di+Hbl+Tr ou Hb+Pl que indicam temperatura em torno de 500°C a 600°C. A datação pelo método U/Pb, em zircões de um metamafito obteve idade de 2.17±47 Ga., sugerindo que esta sequencia metavulcanossedimentar esteja relacionada a um evento de fechamento oceânico de idade eo-riaciana, registrada em outras porções na Província Maroni-Itacaiúnas.
Abstract The study area is located in the region of Cupixi, in the central portion of the state of Amapá and is inserted into the geological context of the Province Maroni- Itacaiúnas. The exposed rocks in this region are metamorphic and plutonic associations of Archean basement and Paleoproterozoic granitoids and metavolcanossedimentary sequences correlated to Vila Nova Complex. In the study area, called Cupixi, which is part of Serra do Navio Belt, Vila Nova Complex includes metasedimentary rocks (metaconglomerates, quartzites and pelitic schists), chemical (iron formation), and also metamafic and metaultramafic rocks. Structural analysis indicates that the main deformation in these rocks, marked by foliation S1 and S2 is originated from thrust and transcurrent processes. In microscale analysis, three events of metamorphism and two stages of deformation have been recognized. D1 and D2 stages, represented by the mineralogical orientation (S1), which sometimes is folded constituting intrafolial folds, and the cleavage crenulation (S2), respectively, may be relationed to deformation events D1 and D2. During these stages metamorphic peak is reached in the region (MO) , shown by the mineral paragenesis in metamafic rocks, Grt+Hb+Bio, stable at intermediate pressure, between 4 to 6 kbars and temperatures around 550-600 ° C conditions. The mineral paragenesis Di+Pl+Hb, also found in metamafitos suggests that the temperature may have reached 650 °C. The S3, evidenced by cleavage fracture in the axial plane of the folds is related to the retrometamorphism under upper greenchist facies defined by the paragenesis Cl + Bt + Ep. Some rocks have thermal effects superimposed to the regional metamorphism due to the intrusion of undifferentiated granitic magmas. These rocks are characterized by decussate fabrics and paragenesis Tr+Hbl+Pl and Hb+Plag+Di, that indicate temperature around 500°C to 600°C. The geocronological date based on U/Pb method on metamafic zircons obtained age 2.17 ± 47 Ga, suggesting that this metavulcanossedimentar sequence is related to an eo-riacian event of oceanic closing recorded in other regions of the Maroni-Itacaiúnas Province.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/95514
Arquivos Descrição Formato
000918186.pdf (4.663Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.