Repositório Digital

A- A A+

Reaproveitamento da água de chuva em condomínios residenciais e comerciais na cidade de Porto Alegre

.

Reaproveitamento da água de chuva em condomínios residenciais e comerciais na cidade de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Reaproveitamento da água de chuva em condomínios residenciais e comerciais na cidade de Porto Alegre
Autor Mores, Fabio Vinicius
Orientador Gehling, Gino Roberto
Data 2006
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo A degradação dos recursos naturais devido à ocupação do homem pode ser identificada em qualquer grande cidade. Como a construção civil é técnica que torna possível a expansão destas cidades, ela está se voltando para ser um fator determinante para a preservação do meio ambiente, reduzindo seus entulhos, utilizando materiais reciclados e diminuindo a utilização dos recursos hídricos. Neste último caso se enquadra a captação e utilização de água da chuva. A água armazenada pode ser utilizada para fins onde ela não necessita de potabilidade, reduzindo assim o desperdício de água tratada. Além da economia, o armazenamento de água ajuda a resolver um problema que a própria construção criou: a impermeabilização do solo decorrente as construções. Com o crescimento das cidades, uma parcela cada vez maior do solo não é mais capaz de absorver parte da água das precipitações, sendo necessário um maior escoamento pelas tubulações de drenagem. Em épocas de grandes chuvas, estas tubulações não conseguem dar vazão a toda a água, e assim ocorrem os alagamentos urbanos. Desta forma, o armazenamento de água de chuva possibilita que esta parcela de água que não é absorvida fique retida até que as canalizações tenham condições de escoá-las. Já existem leis em diversas partes do mundo obrigando que novos empreendimentos façam o armazenamento de água da chuva para conter estas inundações. Tendo consciência destes dados, procurou-se descobrir quais construtoras de Porto Alegre estão se adequando a esta nova realidade, como também qual a forma de armazenamento que está sendo adotada. Verificou-se que poucas empresas já têm esta preocupação, mas que já existe a convicção no mercado da construção de que será necessário, em um futuro próximo, aproveitar a água da chuva em todos os empreendimentos.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/96241
Arquivos Descrição Formato
000914823.pdf (2.679Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.