Repositório Digital

A- A A+

Trauma raquimedular : aspectos epidemiológicos, de recuperação funcional e de biologia molecular

.

Trauma raquimedular : aspectos epidemiológicos, de recuperação funcional e de biologia molecular

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Trauma raquimedular : aspectos epidemiológicos, de recuperação funcional e de biologia molecular
Autor Rieder, Marcelo de Mello
Orientador Bianchin, Marino Muxfeldt
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Biomarcadores
Estudos de coortes
Métodos epidemiológicos
Terapia
Traumatismos da medula espinhal
[en] Acute firearm spinal cord injuries
[en] Biomarkers
[en] Functional recovery
[en] Physiotherapy
Resumo Introdução: O Traumatismo Raquimedular (TRM) é um evento catastrófico súbito e inesperado que traz consequências drásticas nos âmbitos de saúde e social de um indivíduo. Os estudos que avaliam as causas e recuperação funcional de TRM no nosso meio são escassos. Não há estudos que utilizem o emprego de biomarcadores séricos como prognosticadores da recuperação funcional. Os objetivos deste estudo são: descrever as Causas das Lesões Medulares de um hospital especializado em trauma na cidade de Porto Alegre e comparar com outros centros no Brasil; avaliar as taxas de mortalidade, tempo de ventilação mecânica, tempo de internação destes pacientes; avaliar e funcionalidade mediante o emprego da MIF no momento da alta e 6 meses após a lesão medular; avaliar os Niveis Séricos dos Biomarcadores: Neuronio Específico Enolase, Irterleucina-6, e Fator Neurotrófico Derivado das Celulas Gliais em pacientes com Trauma Raquimedular Isolado; avaliar o comportamento destes Biomarcadores nas primeiras 48 horas e comparar com o grupo controle, correlacionando as alterações clínicas e o prognóstico nos pacientes com TRM. Material e Métodos: Estudo de coorte prospectivo com pacientes com TRM de várias etiologias. Foram incluídos no estudo todos os pacientes que sobreviveram de TRM isolado que foram atendidos no nosso hospital Cristo Redentor no período de 2010 a 2013. Devido ao considerável número de pacientes com TRM devido a lesões por arma de fogo, estudamos prospectivamente a reabilitação funcional deste grupo de pacientes. Durante a hospitalização, todos os pacientes foram submetidos a uma intensiva reabilitação e a mesmo continuou após a alta hospitalar. Foram avaliadas as escalas da American Spinal Injury Association (ASIA) e a Medida de Indepencência Funcional (MIF) no momento a alta hospitalar e após 6 meses de lesão. Ainda, foram estudados biomarcadores da fase aguda da lesão com objetivo de entender melhor a fisiopatologia das lesões medulares e pesquisar marcadores de prognóstico nesses pacientes. Resultados: A Coorte foi composta de 81 pacientes com média (DP) de 32.6 (±12.2) anos, sendo 76 (93.8%) homens. Na nossa coorte, lesão por arma de fogo foi a maior causa de TRM (x%), enquanto que TRM em acidente de trânsito foram obersvadas em x% e as provocadas por quedas em x%. Os pacientes com TRM causado por lesão por arma de fogo apresentaram menor grau de comprometimento na escala ASIA motora de membro superior, em função de estas lesões afetarem mais porções mais caudais da medula. Entretanto, não observamos diferenças na MIF entre os grupos. Após seis meses, os pacientes apresentaram uma significativa melhora nas escalas ASIA e MIF. O grau de melhora foi similar nas lesões causadas por arma de fogo e de outras etiologias. Nas 48 horas após o TRM observamos elevação significativa de interleucina 6 (IL-6) e enolase neurônio-específica (NSE). No entanto, essa elevação não pôde ser correlacionada com a causa, tipo, severidade da lesão ou prognóstico dos pacientes. Conclusôes: As lesões por arma de fogo são importantes causas de TRM e déficits neurológicos no nosso meio, sendo essse cenário possivelmente reflexo da panorama do TRM no Brasil. A recuperação funcional do TRM severo provocado por armas de fogo é pequena, mas similar aos traumas provocados por queda e acidentes automobilísticos. Nas primeiras 48 horas IL-6 e NSE aumentam significativamente nesses pacientes, embora esse amento não tenha uma correlação clínica mais direta.
Abstract Introduction: The Spinal Cord Injury (SCI) is a sudden and unexpected catastrophic event that brings drastic consequences in the areas of health and welfare of an individual. Studies assessing the causes and functional recovery of TRM in our environment are lacking in literature. No studies using the employment of serum biomarkers as predictors of functional recovery. The objectives of this study are to describe the Causes of Spinal Injuries of a specialized trauma hospital in the city of Porto Alegre and compare with other centers in Brazil. We assessed the rates of mortality, duration of mechanical ventilation and length of stay of these patients and evaluated the functionality through the use of the FIM at discharge and 6 months. We also evaluated levels of serum biomarkers : Neuron Specific Enolase , Interleukin -6 -Derived Neurotrophic Factor and Glial Cells from patients with Spinal Cord Trauma Isolated and the behavior of these biomarkers in the first 48 hours and compared with the control group correlating the clinical findings and prognosis in patients with SCI . Material and Methods: Prospective cohort study conducted in patients with severe TSCI with different etiologies. All survivals patients of isolated acute TCSI who were attended in our center from 2010 to 2013 were included in this study. Patients were divided in two groups if TSCI, those with lesions provoked by firearms was provoked by firearm or other causes. During hospitalization all patients were submitted to intensive rehabilitation and followed in a rehabilitation program after discharge. They were evaluated with ASIA and FIM at the time of the hospital discharge and six mounts latter. Sorological biomarkers were evaluated in the first 48 hours. Results: The cohort was composed by 81 patients, mean age (±S.D.) of 32.6 (±12.2) years, being 76 (93.8%) males. Patients with TSCI caused by firearms showed lower degree of impairment than other patients in ASIA motor superior, because a larger number of patients in the group of firearm lesions showed lumbar woods. However, in the other scales we did not observed this difference. After six months, patients showed significant improvement in ASIA and FIM scales. The degree of improvement was similar between patients with TSCI caused by firearms or others. There was an increase of biomarkers IL-6, NSE and GDNF. Conclusions: TSCI provoked by firearms are an important cause of spinal lesion and neurological deficits in Brazil. Functional recovery in severe TSCI provoked by firearms is limited but similar than severe TSCI provoked by falls or automobilist accidents.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/97212
Arquivos Descrição Formato
000920246.pdf (980.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.