Repositório Digital

A- A A+

Níveis de atividade física nas aulas de Educação Física

.

Níveis de atividade física nas aulas de Educação Física

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Níveis de atividade física nas aulas de Educação Física
Autor Moreira, Rodrigo Baptista
Orientador Gaya, Adroaldo Cezar Araujo
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Atividade física
Educação física escolar
Promoção da saúde
[en] Intensity and duration
[en] Physical activity
[en] Physical education classes
Resumo A elaboração deste estudo baseia-se em analisar, a partir de uma proposta de educação física escolar com foco no desenvolvimento de atividades esportivas, os níveis de intensidade da atividade física (AF) dos escolares nas aulas de educação física. A pesquisa se caracteriza como um estudo de caso institucional. A amostra do tipo aleatória estratificada constante foi composta de 206 crianças, sendo avaliados 112 meninos e 94 meninas, observados durante as aulas conforme os grupos de idade e sexo. Foram avaliados 72 aulas sendo realizadas 386 avaliações (não indivíduos) por meio de GPS da marca GARMIN, modelo 310XT, com frequencímetro. A porcentagem de tempo em que a criança realizava AF nas diferentes faixas de frequência cardíaca foi estabelecida conforme a proposta de pontos de corte sugerido por Armstrong (1998). Para a apresentação dos resultados utilizamos estatística descritiva identificando a proporção de tempo em AF nos diferentes níveis de intensidade, tempo de deslocamento ativo, distância percorrida e gasto energético. Realizamos um estudo exploratório com o objetivo de avaliar os pressupostos essenciais da análise paramétrica. Após a inspeção, utilizamos médias e desvio-padrão para a descrição dos dados. Quanto ao estudo comparativo entre os sexos nas variáveis utilizamos o teste “t” de student para amostras independentes. Para a avaliação das diferenças entre as categorias de idades, nos dois sexos, recorremos a ANOVA seguida de post hoc de Bonferroni. Os resultados indicaram comportamentos distintos entre rapazes e moças quanto ao nível de intensidade da prática de AF realizada nas aulas de educação física. Observamos que a proporção média de tempo dos rapazes engajados na realização de AF vigorosa aumenta ao longo das idades, enquanto as moças apresentam uma redução da prática de AF nesta intensidade ao longo do tempo. Quando realizamos o somatório da prática de AF moderada e vigorosa (AFMV), observamos que a proporção média é semelhante entre rapazes e moças. Cerca de 2/3 da aula de educação física é realizada nestas faixas de intensidade cumprindo com as recomendações de pelo menos 50% das aulas nesta faixa de intensidade. As moças apresentam valores próximos dos rapazes para a prática de AFMV, mas realizam suas atividades de forma predominantemente moderada e reduzem o tempo de prática de AFMV ao longo do tempo. Além disso, os resultados indicaram que a prática de algumas modalidades esportivas exigem mais do que outras. O voleibol foi a modalidade esportiva que menos exigiu dos escolares quanto ao nível de AF vigorosa, ao passo que as exigências maiores foram encontradas nas modalidades ciclismo, futebol e futsal. Quanto ao tempo semanal engajado em práticas de AFMV, somente com as aulas de educação física os rapazes cumprem com cerca de 2/3 da carga horária semanal recomendada (>300 minutos por semana) e, as moças, com valores inferiores ao apresentado pelos rapazes, cumprem com cerca de 50% da carga horária sugerida. Concluímos que a proposta para a educação física escolar apresenta níveis de intensidade e duração satisfatórios quanto ao necessário para a promoção da saúde, principalmente quando do somatório do tempo de AF realizada durante a semana.
Abstract The formulation of this study is based on analyzing from a propose physical education focusing on the development of atletics activities, the intensity levels of physical activity (PA) on the Student is in physical education classes. The research is characterized as an institucional case sttudy. The type stratified random sample of constant 206 was compused of children being evaluated 112 boys and 94 girls, during the lessons, according to age groups and gender. Were evaluated in 72 classes 386 reviews being performed (not indivuduals) via GPA GARMIN, model 3010 XT, with frequency conter. The percentage of time that the child performed PA in different ranges of heart rate was established conform the proposed cut off points suggested by Armestrong (1998). For the apresentation results, we used descriptive statistics to identify the proportion of time in PA in diferent intensity, activy commung time, distance and energy expenditure. Conducted an exploratory study to evaluate the essencial assumptions of parametric anlysis. After the inspection, we use mean and standard deviation for the data description. Regarding the study comparing the sexes in the variables, use the “t” Student test for independente samples. For the evoluation of diferences between age categories in both sexes, we used ANOVA followed by Pos-Hoc Bonferroni. The results indicate diferente behaviors between boys and girls regarding level intensity of PA. Performed in pratice of PA held in physical education classes. We observed that the average proportion of time the boys engaged in perfoming vigorous PA, increases throughout the ages, while girls showed a reduction in the pratice of this PA intensity over time. When we perform the sum of practing moderate na vigorou PA (PAMV), we observed that the average ratio is similar between boys and girls. About two-thirds of the physical education class is held in these intensity ranges complyng with the recommendations of at least 50% of classes in this intensity range. Girls showed the boys next values for practice PAMV but perform their activities predominantly moderate and shorten time to practicing PAMV over time. Furthermore, the results indicate that the practice of some sports require more than others. The volleyball was the sport that demanded less of the students regarding their level of vigorous PA, where as the highest demands found in rules:cycling, soccer and futsal. As for the weekly time engaged in practies PAMV, amounts only with the physical education classes the boys weet with about two thirds of weekly recommended (>300 minutes per week) and the girls, twith lower values than shown by the boys, meet about 50% of the worklord suggested. We conclude that the proposal for school physical education has levels of intensity and duration as to be satisfactory for health promotion, particularly when the sum of the time of PA perfomed during the week level.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/97842
Arquivos Descrição Formato
000921176.pdf (1.486Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.