Repositório Digital

A- A A+

Sustentabilidade além da fronteira empresarial : proatividade e articulação na cadeia de suprimentos

.

Sustentabilidade além da fronteira empresarial : proatividade e articulação na cadeia de suprimentos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sustentabilidade além da fronteira empresarial : proatividade e articulação na cadeia de suprimentos
Autor Alves, Ana Paula Ferreira
Orientador Nascimento, Luis Felipe Machado do
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Cadeia de suprimentos
Proatividade
Sustentabilidade
[en] Supply chain
[en] Supply chain integration
[en] Sustainability
[en] Sustainable proactivity
[en] Sustainable supply chain management
Resumo A introdução efetiva da sustentabilidade em empresas exige ações que extrapolam os limites organizacionais, abarcando o ambiente interorganizacional. Dessa maneira, as empresas deixam de ser consideradas isoladamente e passam a ser analisadas de acordo com suas cadeias de suprimentos, compostas por organizações que contribuem para o alcance dos mesmos objetivos de desempenho. Nesse sentido, uma cadeia de suprimentos é considerada mais sustentável quando insere as dimensões econômica, ambiental e social em suas operações, nas estratégias e na tomada de decisão, possuindo bons níveis de desempenho em tais dimensões. A adoção de práticas de sustentabilidade em cadeias de suprimentos pode ser analisada em um contínuo, formado por dois extremos: a resposta reativa e proativa. Nesse contexto, a proatividade de práticas sustentáveis pode ser definida como a adoção de ações, realizadas voluntariamente por empresas, com a finalidade de melhorar o desempenho ambiental e o desempenho social, além das exigências legais. A empresa proativa afirma sua preocupação e seu compromisso com a sociedade e o ambiente natural, em que está inserida. Diante dessas considerações, tem-se a premissa dessa pesquisa: a postura proativa de empresas em relação a práticas sustentáveis estimula melhor articulação com os elos de sua cadeia de suprimentos, o que colabora para a introdução da sustentabilidade nessa cadeia. O objetivo desta pesquisa é analisar a contribuição da articulação de uma empresa proativa com seus elos para a introdução da sustentabilidade na sua cadeia de suprimentos. Para tanto, foi realizada uma pesquisa qualitativa, distribuída em duas etapas (exploratória e descritiva), envolvendo uma empresa focal proativa e parceiros de sua cadeia de suprimentos. Ressalta-se que, em virtude da complexidade e da extensão de cadeias de suprimentos, optou-se por analisar a cadeia à montante, isto é, foram entrevistados colaboradores da empresa focal (Mercur S.A.) e de empresas fornecedoras (LKC Transportes; PAMF Indústria e Comércio de Confecções; Caeté Embalagens; e, Artecola Química). Primeiramente, foi analisada a proatividade de práticas sustentáveis da Mercur. Os resultados indicam que a Mercur pode ser considerada uma empresa proativa, em função da implantação total de 37 ações em prol da sustentabilidade ao core business da organização e da implantação parcial de seis práticas. Em segundo lugar, investigou-se a articulação e o relacionamento da empresa proativa com os elos de sua cadeia de suprimentos. Verificou-se que os entrevistados consideram que os elos estão em processo de integração. Diante disso, pode-se observar que existem diferentes níveis de articulação na cadeia de suprimentos, envolvendo a Mercur e seus fornecedores. Em seguida, averiguou-se a existência de práticas sustentáveis ao longo da cadeia de suprimentos estudada, as quais foram descritas a partir de cinco categorias de análise (orientação estratégica, continuidade da cadeia de suprimentos, colaboração, gestão de risco, proatividade). Incentivos foram identificados para que práticas pró-sustentabilidade passem a ser concebidas e implantadas por todos os membros da cadeia, colaborando para um desenvolvimento mais sustentável. Nessa perspectiva, diante dos resultados encontrados, assume-se que a premissa de pesquisa foi confirmada, uma vez que a postura proativa de práticas sustentáveis da Mercur estimula maior articulação com os parceiros de sua cadeia de suprimentos, contribuindo para a inserção da sustentabilidade nessa cadeia. Entretanto, a articulação da Mercur com os parceiros também pode incentivar que posturas proativas em benefício da sustentabilidade sejam incorporadas pelas empresas da cadeia de suprimentos.
Abstract The effective introduction of sustainability in business requires actions that go beyond organizational boundaries, encompassing the inter-organizational environment. Thus, companies are no longer considered individually; they are analyzed according to their supply chains, composed by organizations that contribute to the achievement of the same performance goals. A supply chain is considered more sustainable when it enters the economic, environmental and social dimensions in their operations, strategies and decision making, possessing good levels of performance on these dimensions. The incorporation of sustainability practices in supply chain can be analyzed in a continuous, formed by two extremes: reactive and proactive response. The sustainable proactivity can be defined as the adoption of actions, performed voluntarily by companies, in order to improve the environmental and social performance beyond legal requirements. A proactive company states its concern and commitment to society and the natural environment in which it operates. Given these considerations, this research premise is: the proactive approach of companies towards sustainable practices encourages better integration with the partners in their supply chain, which contributes to the incorporation of sustainability in the supply chain. In this context, this research aims to analyze the contribution of proactive company integration with its partners to the introduction of sustainability in their supply chain. Therefore, a qualitative research was performed, composed by two phases (exploratory and descriptive), involving a proactive focal company and its supply chain partners. It is emphasized that, because of the complexity and the extent of supply chains, we chose to analyze the upstream chain, i.e., focal company (Mercur S.A.) and supplier firms (LKC Transportes; PAMF Indústria e Comércio de Confecções; Caeté Embalagens; and Artecola Química). The employees of these companies were interviewed. First, it was analyzed the proactivity of sustainable practices of Mercur. The results indicate that Mercur can be considered a proactive company, due to the full adoption of 37 actions for sustainability in the core business of the organization and the partial implementation of six practices. Secondly, it was investigated the integration and the relationship of a proactive company with its supply chain partners. It was found that the interviewees consider that the supply chain is in process of a complete integration. Thus, it can be observed that there are different levels of integration in the supply chain, involving the Mercur and their suppliers. Thirdly, it was examined the existence of sustainable practices throughout the supply chain. These practices were described considering five categories of analysis (strategic orientation, supply chain continuity, collaboration, risk management, and proactivity). Incentives were identified for the design and the implementation of sustainable practices by all supply chain members, contributing to a more sustainable development. From this perspective, given the results, it is assumed that the research premise was confirmed, since the proactive sustainable practices Mercur encourages greater integration with partners in the supply chain, contributing to the sustainable supply chain. However, the integration of Mercur with partners can also encourage that proactive practices in favor of sustainability be incorporated in the supply chain.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/98322
Arquivos Descrição Formato
000928964.pdf (1.094Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.