Repositório Digital

A- A A+

Excesso de peso e estatura no brasil : tendência secular e fatores associados

.

Excesso de peso e estatura no brasil : tendência secular e fatores associados

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Excesso de peso e estatura no brasil : tendência secular e fatores associados
Autor Ghiouleas, Aline
Orientador Schmidt, Maria Inês
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia.
Assunto Estatura
Obesidade
Peso corporal
Tendências
Resumo Principalmente desde a década de 70 o Brasil vem conquistando grandes avanços sociais, econômicos e de saúde. Mudança nos padrões do estado nutricional e das doenças, caracterizada pela queda nos índices de desnutrição e de doenças infecto contagiosas para aumento nos níveis de excesso de peso e de doenças crônicas relacionadas à alimentação e estilo de vida, identifica a transição epidemiológica e nutricional. Esses avanços estão permitindo a livre expressão do potencial genético de crescimento da população. O objetivo desta tese é descrever a evolução temporal do estado nutricional e da estatura na população brasileira. A evolução do sobrepeso, obesidade e circunferência da cintura foi feita apenas para a população jovem masculina. A evolução da estatura foi descrita na população masculina e feminina. Para a descrição do estado nutricional foi utilizada uma base de dados militar com informações de conscritos alistados entre os anos 1995 e 2007. A evolução da estatura foi descrita a partir de uma base de dados militar e também através de pesquisas populacionais com abragência nacional realizadas entre 1975 e 2009. Verificou-se um aumento nas prevalências de sobrepeso, obesidade e circunferência da cintura ≥ a 90 cm em homens de todas as regiões brasileiras. Em 13 anos o número de jovens com circunferência da cintura ≥ a 90 cm mais que dobrou (6,1% em 1995; 12,7% em 2007). A prevalência de sobrepeso passou de 10,5% para 13,2% e a de obesidade aumentou de 1,8% para 3,2%. Em relação à estatura foi verificada uma tendência positiva de aumento na população brasileira masculina e feminina, estimada através do coeficiente de regressão, de 0,14 cm/ano, ajustado para região e sexo. O aumento médio real foi de 4,8 cm na mediana de estatura dos homens e de 4,3 cm na estatura mediana das mulheres. Este incremento foi mais visível a partir de 1989, principalmente no sexo feminino. As maiores medianas foram verificadas nas regiões Sul e Sudeste e as menores, nas regiões Norte e Nordeste durante todo o período, no entanto a diferença de estatura entre essas regiões foi diminuindo ao longo dos anos. De acordo com o banco de dados de conscritos militares o crescimento, entre 1995 e 2007, foi de 2,5 cm, o coeficiente de regressão estimado foi de 0,17 cm ao ano. Concluindo, o Brasil vem seguindo a tendência mundialmente observada de aumento nos índices de excesso de peso e tendência positiva de aumento da estatura. Se por um lado melhorias nas condições de saúde e nutrição permitiram que a população brasileira apresentasse incrementos importantes na estatura, por outro, mudanças nos padrões alimentares e de estilo de vida, permitidas por este progresso, levaram a acréscimos nos índices de sobrepeso e obesidade.
Abstract In the last decades Brazil has experienced a significant economic growth and improvements in health conditions. Changes in nutritional and illness status, characterized by a decline in levels of malnutrition and infectious diseases to a notable increase in overweight and chronic diseases related to diet and lifestyle identify the nutritional and epidemiologic transition. This context enabled our population to reach its genetically determined physical stature. The aim of this study was to describe the temporal evolution of nutritional status and height in Brazilian population. The temporal tendency of overweight, obesity and waist circumference was described just for the young male population. The secular tendency of height was described for male and female population. To describe the evolution of nutritional status a military data base was used including conscripts enlisted between 1995 and 2007. To describe the evolution of height, it was also used population surveys conducted between 1975 and 2009. There was an increase in the prevalence of overweight, obesity and waist circumference ≥ 90 cm in men all over Brazil. In 13 years the number of youths with waist circumference ≥ 90 cm was at least twice (6.1% in 1995; 12.7% in 2007). The prevalence of overweight increased from 10.5 to 13.26% and obesity increased from 1.8 to 3.2%. In relation to stature was observed a positive secular trend over the last three decades. The estimate increase was 0.137 cm / year. The average increase was 4.8 cm in the median height of men and 4.3 cm in median height of women. This increase was more expressive from 1989, especially in females. The population living in the South and in the Southeast regions was tallest than the one living in the North and the Northeast, however the difference between these regions has been decreasing over the years. According to the military database the rate of increase in the conscripts’ height was 2.5 cm in 13 years (0.17 cm / year). Concluding, Brazil is following the worldwide trend of increase in rates of overweight and positive gains in height. Although the improvements in health and nutrition conditions conducted to a positive trend in Brazilian height, changes in dietary patterns and lifestyle, facilitated by this progress, led to an increase in excess weight rates.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/98473
Arquivos Descrição Formato
000922665.pdf (731.0Kb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.