Repositório Digital

A- A A+

Análise geológico-geomorfológica da Bacia Hidrográfica do Rio Paranhana/RS para o reconhecimento de ambientes vulneráveis

.

Análise geológico-geomorfológica da Bacia Hidrográfica do Rio Paranhana/RS para o reconhecimento de ambientes vulneráveis

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise geológico-geomorfológica da Bacia Hidrográfica do Rio Paranhana/RS para o reconhecimento de ambientes vulneráveis
Autor Lemos, Andrea Cristina Conceição
Orientador Saldanha, Dejanira Luderitz
Co-orientador Koester, Edinei
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geografia.
Assunto Geografia ambiental
Geomorfologia
Paranhana, Rio, Bacia (RS)
Resumo A presente dissertação tem como objetivo apresentar um estudo sobre a vulnerabilidade ambiental com base em informações geológicas e geomorfológicas. A pesquisa desenvolveu-se na região nordeste do estado do Rio Grande do Sul / Brasil, na Bacia Hidrográfica do Rio Paranhana (BHRP), abrangendo os municípios de Taquara, Igrejinha, Três Coroas, Gramado, Canela e São Francisco de Paula. Esta região é caracterizada por um relevo, escarpado e em patamares devido à sucessão de derrames da Formação Serra Geral. Ao sul presenciam-se morros médios areníticos da Formação Botucatu. Trabalhos anteriores registraram movimentos de massa nos municípios de Três Coroas e Igrejinha, principalmente em linhas de escarpa. Frente a isto se lançou a hipótese de que zonas de contato faciológico e litológico possuem influências na vulnerabilidade ambiental da região. De modo a investigar esta hipótese, estudaram-se as formas de relevo, as quais estão diretamente relacionadas ao substrato geológico. Também foram descritos oitenta e quatro pontos distribuídos nesta bacia de modo a buscar informações sobre as características lito-estruturais das rochas da região. O resultado das descrições/classificações petrográficas e o processamento das variáveis geomorfométricas (SRTM/TOPODATA) foram inseridos no software ArcMap para uma análise multicritério no Raster Calculator. O mapa final de vulnerabilidade ambiental da BHRP comprova a hipótese inicial, demonstrando que as áreas correspondentes a Fácies Gramado e o limite entre a Formação Botucatu e Formação Serra Geral são os mais vulneráveis. Isto porque em cada nível de derrame magmático, a estrutura configura-se com uma zona amígdalar, uma zona de disjunção colunar, um bloco rochoso, maciço com disjunção horizontal e zona amigdalar. Em cada linha de contato apresentam-se essas zonas amigdalares que permitem a percolação de fluidos desestabilizando o substrato rochoso. Recomenda-se para estudos futuros mapear estas linhas de contato, de maneira a detalhar o estudo da gênese dos desastres naturais da região de escarpa do Rio Grande do Sul.
Abstract This master thesis aims to present a study on the environmental vulnerability based on geological and geomorphological information. This research was developed in the northeastern state of Rio Grande do Sul / Brazil , in the River Basin Paranhana ( BHRP) , covering the municipalities of Taquara , Igrejinha , Três Coroas, Gramado , Canela and São Francisco de Paula. This region is characterized by a relief, steep and levels due to the succession of volcanic eruptions named the Serra Geral Formation. South witness is average sandstone hills of the Botucatu Formation. Previous work reported mass movements in the municipalities of Três Coroas, and Igrejinha, especially in lines of escarpment . Face that launched, the hypothesis is that zones of facies and lithologic contact have influences on the environmental vulnerability of the region. In order to investigate this hypothesis, we studied the forms of relief, which are directly related to geological substrata. Were described eighty four points distributed in the basin in order to seek information on litho-structural characteristics of the rocks of the region. The result of the descriptions/ratings petrographic and processing of geomorphometric (SRTM / TOPODATA) were inserted into ArcMap software for a multi-criteria analysis in the Raster Calculator . The final statement of environmental vulnerability of BHRP confirms the initial hypothesis demonstrating that the areas corresponding to facies boundary between the magmatic rocks and the Arenito Botucatu and Serra Geral Formation are the most vulnerable. This is because at each level of magmatic stroke, the structure is configured with a zone amygdala , an area of columnar jointing, a rocky block with massive horizontal disjunction and amygdala area. In the contact, these amigdalares areas that allow percolation of fluids causing the instabilization the bedrock. It is recommended for future studies to map these lines of contact, detail of the study of the genesis of natural disasters in the region escarpment of Rio Grande do Sul.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/98602
Arquivos Descrição Formato
000929014.pdf (6.796Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.