Repositório Digital

A- A A+

Funções sanitárias projetadas nos currículos da educação física : estudo a partir da disciplina de higiene no ensino de graduação

.

Funções sanitárias projetadas nos currículos da educação física : estudo a partir da disciplina de higiene no ensino de graduação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Funções sanitárias projetadas nos currículos da educação física : estudo a partir da disciplina de higiene no ensino de graduação
Autor Wachs, Felipe
Orientador Fraga, Alex Branco
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Currículo
Educação física
Higiene
[en] Curriculum
[en] Discourse analysis
[en] Foucault, Michel
[en] Hygiene
[en] Physical education
Resumo A tese analisa as funções sanitárias projetadas pela disciplina de Higiene para a Educação Física no curso superior da Escola de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (ESEF/UFRGS). A fundamentação teórico-metodológica adotada é a Análise do Discurso Foucaultiana, a qual tem por características destacadas a importância entre texto analisado e contexto, a concepção de história do presente e a utilização de ferramentas conceituais. Foram adotadas, para a condução da investigação e da análise, as seguintes ferramentas conceituais da teorização de Michel Foucault: discurso; saber/poder; e biopolítica. Os textos que serviram de base para a composição do corpus analítico foram documentos produzidos para a disciplina de Higiene ministrada para o curso superior de Educação Física da ESEF/UFRGS e as referências utilizadas para a sua elaboração ou recomendadas para leitura. O estudo compreende o período entre 1941 (ano em que foi oferecido pela primeira vez o curso superior em Educação Física) e 2011 (último ano em que a disciplina de Higiene é oferecida nas grades curriculares). Para a análise dos documentos adotei como conceito sistematizador “função sanitária” para tratar e dar visibilidade ao papel social de intervenção junto à saúde da população projetado para os estudantes (futuros profissionais) de Educação Física na disciplina de Higiene. A questão que norteou a pesquisa foi: de que forma se apresentam, e como se transformam ao longo do tempo, funções sanitárias projetadas para a Educação Física na disciplina de Higiene da ESEF/UFRGS? Foram adotados como critérios de rigor, buscando conferir qualidade à pesquisa: coerência teórica; contextualização (situatedness); claridade e transparência na descrição do percurso (audit trail); e reflexividade (reflexivity). Durante os 70 anos em que a disciplina foi oferecida ao curso superior de Educação Física, três professores, todos eles médicos, destacaram-se quanto ao período em que permaneceram como docentes: Poli Marcellino Espírito (1941-1972); Ernani Saldanha Camargo (1975-1987); e Mauro Luiz Pozatti (1988-2011). Nos primórdios da ESEF, as funções sanitárias projetadas para a Educação Física apresentam influências do contexto sanitário de combate às doenças infecciosas, do contexto econômico do processo de industrialização, da evocação de um espírito nacionalista e da importância atribuída à Higiene Escolar e à educação higiênica. As funções sanitárias projetadas têm por base um projeto de corpo do pensamento médico-higienista: que é disciplinado a ponto de adotar as prescrições de hábitos necessários a evitar infecções e melhorar a saúde; que pretende um trabalhador produtivo e de espírito disciplinado que contribuísse para o crescimento da nação e para o bem-estar social; que é belo e gerador de boa prole para melhoria da raça. Após a federalização da ESEF em 1970, a disciplina passa a ser oferecida a partir da Faculdade de Medicina através do recém-criado Departamento de Medicina Preventiva, Saúde Pública e Medicina do Trabalho. O campo de atuação no qual são projetadas as funções sanitárias desloca-se do ambiente escolar à organização de um sistema de saúde; e os profissionais de Educação Física são considerados enquanto “integrantes de uma equipe de saúde”. O período sob a regência do último professor é marcado por uma abordagem holística de saúde, promovendo olhares de contraponto à racionalidade biomédica ocidental. Nesse período, as funções sanitárias projetadas estão caracterizadas pela busca de consciência das múltiplas dimensões que constituem o indivíduo e suas inter-relações, e pela necessidade de investir na “inteireza do Ser”. Ao final, podemos concluir que as mudanças dos contextos socio-histórico, sanitário, institucional e curricular deslocaram a disciplina de Higiene de uma posição de destaque na formação superior em Educação Física a uma posição marginal, e que as funções sanitárias projetadas foram distintas diante desses diferentes contextos.
Abstract This is an analyzes of the sanitary functions of the subject Hygiene for Physical Education at the School of Physical Education of the Federal University of Rio Grande do Sul (ESEF/UFRGS). The theoretical-methodological approach adopted is based on the Foucaultian Discourse Analysis, highlighting the importance between the text analyzed and its context, the historical conception of the present as well as the use of conceptual tools. The following conceptual tools to theorize Michel Foucault were adopted to conduct this investigation and analysis: discourse; knowledge/power; and bio-politics. The texts that formed the basis for the analytical composition of the corpus are documents produced for the subject Hygiene taught at the college of Physical Education ESEF/UFRGS, in addition to the references used in its preparation or recommended reading. The study covers the period between 1941 (the year when the degree in Physical Education was first offered) and 2011 (the last year of the subject Hygiene is in the curriculum). For the analysis of the documents, “health function” was adopted as a concept systematizer to treat and give visibility to the role of social intervention in the health of the population designed for students (future professionals) in the discipline of Physical Education Hygiene. For the analysis of the documents I adopted, as a concept systematizer, the “health function”, to treat and give visibility to the role of students (future professionals) in the social intervention in the health of the population in the subject of Physical Education Hygiene. The question that guided the research was: how are health functions presented, transformed over time and designed for physical education in the subject of Hygiene for the ESEF/UFRGS? Strict criteria were used in order to attach theoretical coherence, contextualization (situatedness), clarity and transparency in the description (audit trail) and reflexivity (reflexivity) to the research. During the 70 years in which the course was offered at the college of Physical Education, three professors, all doctors, stood out: Poli Marcellino Espírito (1941- 1972); Ernani Saldanha Camargo (1975-1987); and Mauro Luiz Pozatti (1988-2011). In the beginning of ESEF, the sanitary functions designed for Physical Education were influenced by the health context, aimed to combat infectious diseases, as part of the economic context of the industrialization process, evoking a spirit of nationalism and of the importance given to School Hygiene and hygiene education. The health functions designed are based on a design of a sanitizing medical thought, disciplined enough to adopt the necessary prescribed habits to avoid infections and improve health, so as to have productive and disciplined workers who contribute to the growth of the nation and the welfare, and, at the same time, become beautiful and good offspring generators for the improvement of the human race. After the federalization of ESEF, in 1970, the subject was offered in the curriculum of the Faculty of Medicine, through the newly created Department of Preventive Medicine, Public Health and Occupational Medicine. The field of action for the sanitary functions ranged from the school environment to the organization of a health system; thus, Physical Education professionals were considered as “members of a health team”. The period under the rule of the last teacher was characterized by a holistic approach to health, counter pointing the Western biomedical rationality. During this period, designed sanitary functions are characterized to pursuit the awareness of the multiple dimensions that constitute to the individual and their interrelationships, as well as by the need to invest in the “Wholeness of Being”. At the end, it is possible to conclude that the changes on the socio historical, sanitary, institutional and curricular context displaced the Hygiene discipline from an outstanding position in the School of Physical Education to a marginal position, and that the sanitary functions were distinct among the different contexts.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/99057
Arquivos Descrição Formato
000929066.pdf (1.159Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.