Repositório Digital

A- A A+

As práticas de gestão de organizações certificadas como socialmente responsáveis no sul do país : em busca do exercício da cidadania organizacional

.

As práticas de gestão de organizações certificadas como socialmente responsáveis no sul do país : em busca do exercício da cidadania organizacional

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As práticas de gestão de organizações certificadas como socialmente responsáveis no sul do país : em busca do exercício da cidadania organizacional
Autor Aramburú, Juliane Viégas
Orientador Antunes, Elaine di Diego
Data 2005
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Comprometimento organizacional
Desenvolvimento social
Gestão social
Interação social
[en] Business enterprise social responsibility
[en] Organizational citizenshi
[en] Social exclusion
[en] Social inclusion
Resumo O presente estudo aborda a questão da cidadania organizacional, através da análise das práticas de gestão, em especial as de Gestão de Pessoas, de empresas certificadas socialmente pela Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul (Brasil). As práticas de gestão podem desencadear tanto um processo de inclusão como de exclusão social, mas se estas forem socialmente responsáveis, poderão contribuir para o desenvolvimento da cidadania organizacional, segundo Melo Neto e Fróes (2001). Vale destacar que a responsabilidade social e a cidadania organizacional estão sendo tratadas como questões estratégicas no ambiente empresarial competitivo. E por essa razão, acredita-se que ao se destacar as práticas socialmente responsáveis das empresas certificadas possivelmente se estará estimulando o desenvolvimento destas em outras organizações. No caso, sabe-se que as organizações em estudo já atuam na área social, mas há possibilidade de qualificar suas ações neste campo. Desta forma, o estudo assumiu primeiramente o caráter exploratório descritivo, ao evidenciar o retrato de trinta organizações, por meio de levantamento tipo Survey. A maioria das pesquisadas é de empresas privadas nacionais, de grande porte, pertencente aos setores de indústria e serviços e com mais de 20 anos de atuação. Identificam-se as práticas de gestão destas organizações e é verificada a contribuição destas, de maneira geral, para o processo de inclusão social. Percebe-se também que as empresas, em sua maioria, declaram-se cidadãs. No entanto, algumas ainda privilegiam o assistencialismo em detrimento do auxílio à comunidade para que esta obtenha seus direitos sociais. Já que algumas têm esse perfil assistencialista, procurou-se, em um segundo momento, analisar uma organização que se destacasse das demais por seus projetos sociais e sua relação com os funcionários. O objetivo era que esta servisse de exemplo às outras para que estas possam qualificar suas ações. Assim, realizou-se um estudo de caso no Banco do Brasil. Para tanto, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com dois Analistas de Gestão de Pessoas e um da Superintendência Estadual, que tratam das questões sócio-ambientais do Banco. Além disso, foram aplicados 811 questionários aos funcionários de várias regiões do Estado do Rio Grande do Sul e realizadas entrevistas com membros de uma comunidade beneficiada pela organização. Com isso, foi possível perceber que o Banco também pode buscar qualificar suas práticas socialmente responsáveis voltadas aos funcionários. Por fim, foram propostas ações para as organizações estudadas que podem possibilitar a adoção, a manutenção e o aprimoramento da cidadania organizacional e contribuir para a inclusão social no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul.
Abstract The present study is about organizational citizenship matter by analyzing management practices, especially the ones about Human Resources Management, in companies that were socially certified by Rio Grande do Sul State Congress (Brazil). Management practices can stimulate either a social inclusion process or exclusion one, but these practices, if socially responsible, will contribute to the organizational citizenship development, according to Melo Neto e Fróes (2001). It is important to state that social responsibility and organizational citizenship are being considered, in this paper, strategic points within the competitive business setting. Due to this, it is assured that while highlighting the socially responsible practices of the certified companies, the development of these practices will be stimulated in other organizations. In this case, it is known that the organizations analyzed in this study are already working in social areas, but there are possibilities of qualifying their actions in this field. Thus, this study presents at first, descriptive exploratory characteristics when describing thirty organizations through a Survey. Most of the analyzed companies are private, big , national ones, working in industrial production and services field for more than twenty years. This study identifies the management practices of these companies and verifies their contribution to the process of social inclusion. It is noticed that most of the enterprises define themselves as citizen companies. However, some of them are merely investing in aiding the communities, but not in helping these communities to obtain their social rights. Since some of the companies have this aiding profile, this study, in a second moment, analyzes one organization where social projects and company-staff relationship are remarkable. Using this description we aimed at stimulating other companies to qualify their actions. Banco do Brasil was presented as a case study where semi-structured interviews were carried out with two Human Resources Management Analysts and one person from the State Superintendence, all of them working with socio-environmental matters in the bank. Besides this, 811 interviews were carried out with employees from different regions of the state and with members of one beneficiary community. By getting this data it was possible to notice that this bank has to qualify its practices related to its employees. Finally, some actions were suggested to the studied organizations to ease the usage, continuity and improvement of their organizational citizenship and to contribute to social inclusion in Rio Grande do Sul state.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/9974
Arquivos Descrição Formato
000477284.pdf (868.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.