Repositório Digital

A- A A+

Educação de surdos : narrativas visuais – reinvenção de si

.

Educação de surdos : narrativas visuais – reinvenção de si

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Educação de surdos : narrativas visuais – reinvenção de si
Outro título Deaf education : visual narratives - reinvention of the self
Autor Thoma, Adriana da Silva
Bandeira, Larisa da Veiga Vieira
Costa, Luciano Bedin da
Resumo Neste texto, apresentamos uma experiência de leitura de fotografias realizada por um grupo de professores surdos e ouvintes que atuam na Educação de Surdos. Abordamos as narrativas de suas histórias de vida, exploradas a partir de fotografias dos acervos pessoais dos professores. Para sensibilizar o olhar dos participantes na atividade em que a experiência foi desenvolvida, trabalhamos com a noção de “punctum”, proposta pelo semiólogo francês Roland Barthes no livro A Câmara Clara (1984). De acordo com Barthes, o punctum de uma foto seria uma espécie de acaso que nela punge e fere o olhar. Cada participante foi instigado a olhar e pensar as fotografias dos colegas a partir dessa perspectiva, distante da necessidade de um finalismo ou realismo histórico, mais propensos aos acasos que a própria fotografia instigava. O objetivo de tal metodologia foi provocar novas maneiras de olhar para a história pessoal de cada um e de reconhecer no outro elementos singulares que pudessem deslocar o olhar comum autobiográfico. A leitura de fotografias, a partir dos punctuns, produziu um estranhamento na forma de olhar para a história pessoal de cada um, deslocando o olhar para outros aspectos de suas vidas, para além daqueles que se referem à docência ou à surdez. Esse deslocamento trata-se de uma mudança de olhar que, conforme assinala Nietzsche (1995), produz uma nova perspectiva de vida. E é sobre essa gama de vidas possíveis que este texto se debruça e se propõe a pensar.
Abstract In this paper, we present an experiment involving photography reading carried out by a group of deaf and hearing teachers that work with Deaf Education. We approach the narratives of their life histories, explored from the teachers’ personal pictures. In order to sensitize the participants’ perception in the activity through which the experiment was developed, we worked with the notion of “punctum” as proposed by the French semiology researcher Roland Barthes in the book Camera Lucida (1984). According to Barthes, the punctum of a picture would be a kind of chance that touches and hurts the act of looking. Each participant was encouraged to look at their co-workers’ pictures and think about them considering that perspective, far from the need of neither a historical realism nor an end, being more subject to chances than the pictures themselves could trigger. The aim of that methodology was to provoque new ways of looking at each participant’s personal history and recognize in the other, singular elements capable of displacing the ordinary autobiographic look. Picture reading from punctuns produced a diferent way of looking at each participant’s personal history, thus displacing the look to other aspects of their lives, beyond those related to teaching or deafness. Such displacement is a change in the way of looking which, as Nietzsche pointed out, produces a new perspective of life. It is on this range of possible lives that this text focuses on and aims to think about.
Contido em Revista educação especial. Santa Maria, RS. Vol. 28, n. 53 (set./dez. 2015), p. 607-622
Assunto Deficiente da audição
Memória
Narrativa
Surdo
[en] Deaf education
[en] Memories and narratives
[en] Teaching experiences
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/131118
Arquivos Descrição Formato
000975716.pdf (1.109Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.