Repositório Digital

A- A A+

Historicidade, pós-colonialidade e dinâmicas das tradições : etnografia e mediações do conhecimento em Cabinda, Angola

.

Historicidade, pós-colonialidade e dinâmicas das tradições : etnografia e mediações do conhecimento em Cabinda, Angola

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Historicidade, pós-colonialidade e dinâmicas das tradições : etnografia e mediações do conhecimento em Cabinda, Angola
Autor Muller, Paulo Ricardo
Orientador Jardim, Denise Fagundes
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social.
Assunto Angola
Etnografia
Historicidade
Mediação
Tradição
[en] Cabinda (Angola)
[en] Colonial situation
[en] Ethnography and mediation
[en] Postcoloniality
[en] Tradition
Resumo Esta tese analisa diferentes representações da província angolana de Cabinda como um lugar definido por múltiplas mediações e caracterizações de sua vocação social, política, econômica e cultural, construídas em disputas por sua incorporação a diferentes projetos coloniais e póscoloniais. Com base em material etnográfico produzido em trabalhos de campo realizados em Cabinda, observei o modo como diferentes interlocutores me apresentaram sua “realidade” a partir de avaliações e interpretações de práticas e símbolos considerados tradicionais. O imperativo de divulgar as tradições cabindas assenta-se, por sua vez, em um discurso de “desolação cultural” da província construído concomitantemente à evidenciação de sua situação colonial. Entretanto, diferentes atores utilizam representações de Cabinda mediadas por saberes coloniais como fontes de reconhecimento do trabalho de divulgação das tradições feito por antepassados. O argumento desta tese é o de que este “uso” das representações coloniais é constitutivo de uma perspectiva pós-colonial sobre o conceito de tradição.
Abstract This thesis analyzes representations of the Angolan province of Cabinda as a place defined by multiple mediations and characterizations of its social, political, economic, and cultural vocation, constructed in disputes for its embedding in distinct colonial and postcolonial projects. Through the analysis of ethnographic material produced in fieldworks conducted in Cabinda, I observed the ways different interlocutors presented their “reality” by assessing and interpreting practices and symbols viewed as traditional. The imperative of disclosing Cabinda traditions stems from a discourse of “cultural desolation” in the province constructed in concur with the evincing of its colonial situation. However, different social actors use representations of Cabinda mediated by colonial views as sources for the recognition of the work of disclosing traditions made by ancestors. The argument of this thesis is that this “use” of colonial representations constitutes a postcolonial perspective on the concept of tradition.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/142276
Arquivos Descrição Formato
000992710.pdf (3.153Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.