Repositório Digital

A- A A+

Suscetibilidade a escorregamentos na Bacia São Geraldo, Nova Friburgo/RJ, com base na análise dos eventos de janeiro de 2011

.

Suscetibilidade a escorregamentos na Bacia São Geraldo, Nova Friburgo/RJ, com base na análise dos eventos de janeiro de 2011

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Suscetibilidade a escorregamentos na Bacia São Geraldo, Nova Friburgo/RJ, com base na análise dos eventos de janeiro de 2011
Autor Barroso, Camila Westphalen
Orientador Bressani, Luiz Antonio
Co-orientador Silveira, Felipe Gobbi
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Este trabalho consiste na análise de suscetibilidade a escorregamentos da bacia de São Geraldo, em Nova Friburgo, no Estado do Rio de Janeiro, com base nos eventos ocorridos em janeiro de 2011. O local apresenta, principalmente, duas unidades geológicas, Granito Nova Friburgo e Batólito Serra dos Órgãos. A pesquisa bibliográfica aponta diversos fatores envolvidos em movimentos de massa e determinação dos parâmetros do solo, além de uma breve descrição das metodologias utilizadas para elaboração de mapa de risco, na qual o mapa de suscetibilidade consiste em uma das principais ferramentas para análise de risco. A primeira etapa deste trabalho consistiu no inventário dos escorregamentos ocorrido em São Geraldo, em janeiro de 2011, seguido de uma visita em campo, onde foram medidas as dimensões do movimento, para realização de análises paramétricas e estimativa dos parâmetros do solo. A primeira análise realizada, levou em conta somente os escorregamentos, a declividade e a geologia do local e, a partir desta, concluiu-se que os movimentos são translacionais e que ocorreram, principalmente, em taludes de solo residual batólito com inclinações superiores a 30°. A estimativa dos parâmetros foi realizada através de análises paramétricas, com variação do parâmetro de poro-pressão e de coesão do solo. Foi elaborado um mapa de suscetibilidade, levando em consideração o solo e a declividade em que ocorreram os escorregamentos. Esse mapa foi refinado através da análise da espessura da camada com adoção do método de taludes infinitos. A última etapa deste trabalho consistiu na análise dos pontos de convergência da drenagem nas rupturas já ocorridas e nas áreas demarcadas no mapa de suscetibilidade. Em grande parte das rupturas ocorridas em 2011 o fluxo da água convergia para elas, o que não ocorreu na maiorias das área demarcadas quanto a declividade. O mapa de suscetibilidade é uma ferramenta importante, porém carece do refinamento de análise para resultados mais assertivos.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/148731
Arquivos Descrição Formato
001002140.pdf (4.486Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.