Repositório Digital

A- A A+

A construção narrativa da rua na seção Brasiliana da revista CartaCapital

.

A construção narrativa da rua na seção Brasiliana da revista CartaCapital

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A construção narrativa da rua na seção Brasiliana da revista CartaCapital
Autor Horn, Maria Rita Berta
Orientador Golin, Cida
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação.
Assunto Carta Capital (Revista)
Jornalismo
Narrativa jornalística
[en] Cities
[en] Journalism
[en] Narratives
Resumo Esta dissertação investigou como a rua é construída narrativamente na seção Brasiliana de CartaCapital. A pesquisa parte do pressuposto de que a narrativa jornalística é uma das formas de experimentação da realidade e de mediação com o mundo, perspectiva vinculada ao paradigma construcionista, que tem no jornalismo uma instância de construção social da realidade devido à forma como seu discurso foi historicamente institucionalizado. Além disso, considera a cidade como um texto, composto por outros menores, que pode ser lido e tecido por seus habitantes. O jornalismo é um dos mediadores do conhecimento sobre a cidade quando articula esses textos. Brasiliana oferece narrativas produzidas sobre diferentes pontos do Brasil, algumas vezes do exterior, mas com predominância de relatos ancorados na cidade de São Paulo. Fizemos uma análise flutuante de 742 textos produzidos semanalmente entre 2001 e 2016 para chegarmos ao recorte de 11 narrativas sobre ruas e, assim, tecermos considerações sobre as inter-relações entre jornalismo e cidade. O estudo objetivou responder sobre os percursos na rua traçados pelo jornalista-narrador, as personagens e os conflitos que compõem as narrativas e as estratégias de figuração adotadas pelo jornalista-narrador, de forma a vislumbrar a construção narrativa da rua na seção. Utilizamos o método de análise da narrativa como proposto por Motta (2013) para estudos em jornalismo, ancorado nas teorias narrativas de Ricoeur (1994), Genette (1995) e Culler (1999). Nessas narrativas jornalísticas, revelaram-se ruas polifônicas, locais onde diferentes vozes sociais interagem, do que resultam conflitos socioeconômicos e religiosos – vias que acabam por refletir a condição da cidade como um espaço produtor de diferenças. Os resultados indicam que, pela presença de um jornalista-narrador que percorre ruas, encontra personagens e é capaz de descrever os espaços onde os habitantes se relacionam e as cenas que expõem seus conflitos, as Brasilianas são um exemplo de fazer jornalístico mais plural sobre a cidade.
Abstract This dissertation investigated how the street is narratively constructed in the CartaCapital’s section named Brasiliana. The research starts from the assumption that the journalistic narrative is one of the forms of experimentation of the reality and of mediation with the world, perspective linked to the constructionist paradigm, that has in journalism an instance of social construction of reality due to the way in which its discourse was historically institutionalized. In addition, it considers the city as a text, composed of smaller ones, that can be read and woven by its inhabitants. Journalism is one of the mediators of the knowledge about the city when it articulates these texts. Brasiliana offers narratives produced on different points in Brazil, sometimes from abroad, but with predominantly anchored reports in the city of São Paulo. We did a floating analysis of 742 texts produced weekly between 2001 and 2016 to get to the cut of 11 narratives about streets and, thus, to make considerations about the interrelations between journalism and city. The objective of this study was to answer the narrator-journalist's path in the street, the characters and the conflicts that make up the narratives and the strategies of figuration adopted by the narrator-journalist, in order to glimpse the narrative construction of the street in the section. We have used the method of narrative analysis as proposed by Motta (2013) for studies in journalism, anchored in the narrative theories of Ricoeur (1994), Genette (1995) and Culler (1999). In these journalistic narratives, polyphonic streets were revealed, where different social voices interact, resulting in socio-economic and religious conflicts – streets that reflect the condition of the city as a space that produces diferences. The results indicates that, because of the presence of a narrator-journalist who walks the streets, finds characters and is able to describe the spaces where the inhabitants relate and the scenes that expose their conflicts, the Brasilianas are an example of making a journalism more plural about the city.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/159176
Arquivos Descrição Formato
001023195.pdf (5.800Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.