Repositório Digital

A- A A+

"A derrota do Jeca" na imprensa brasileira : nacionalismo, civilização e futebol na Copa do Mundo de 1950

.

"A derrota do Jeca" na imprensa brasileira : nacionalismo, civilização e futebol na Copa do Mundo de 1950

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título "A derrota do Jeca" na imprensa brasileira : nacionalismo, civilização e futebol na Copa do Mundo de 1950
Autor Fraga, Gerson Wasen
Orientador Guazzelli, Cesar Augusto Barcellos
Data 2009
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Análise do discurso
Civilização
Copa do mundo
Cultura popular
Discurso midiático
História do Brasil
História do futebol
Identidade nacional
Ideologia
Imprensa
Nacionalismo
Representação cultural
Texto jornalístico
Resumo Disputada em solo brasileiro no ano de 1950, a IV Copa do Mundo de Futebol assumiu, aos olhos da imprensa brasileira, um conjunto de significados que iam além de seu aspecto meramente esportivo, sendo apresentado como uma possibilidade ímpar de nos mostrarmos ao mundo como uma nação civilizada, moderna e capaz de grandes conquistas e realizações. Contudo, após a inesperada derrota para o Uruguai na última partida, foram buscadas explicações e culpados para o que havia acontecido dentro das quatro linhas do Maracanã. Ainda que de forma involuntária, este processo acabaria por resgatar antigas perspectivas acerca do brasileiro, auto-imagens depreciativas que nos tinham por condenados ao atraso diante de um modelo europeu de civilização, no momento exato em que tais visões passavam a serem contestadas por novas interpretações acerca do Brasil. O objetivo deste trabalho é vislumbrar como tal processo ocorreu através das páginas da imprensa escrita brasileira, instrumento capaz de difundir através da sociedade conjuntos de idéias e sensações. Para tanto, partimos de uma análise de algumas das principais interpretações existentes acerca do Brasil na primeira metade do século XX, inserindo posteriormente o futebol e sua transformação em símbolo de nacionalidade ao longo de nossa História. É com estas bases constituídas que os textos jornalísticos referentes à IV Copa do Mundo de futebol tornam-se objeto de nossa análise. Por fim, buscamos compreender como a derrota para o Uruguai acabou por tornarse uma espécie de mito no discurso da imprensa esportiva, algo para ser necessariamente vingado a cada novo encontro entre os dois selecionados, ao mesmo tempo em que as lembranças de 1950 são constantemente retomadas em novos contextos.
Abstract Argued in Brazilian soil in the year of 1950, the IV World cup of Soccer it assumed, to the eyes of the Brazilian press, a group of meanings that went besides his aspect merely sporting, being presented as an odd possibility of we show ourselves to the world as a nation civilized, modern and capable of great conquests and accomplishments. However, after the unexpected defeat for Uruguay in the last match, explanations and criminals were looked for what had happened inside of the four lines of Maracanã. Although in an involuntary way, this process would end for rescuing old perspectives concerning the Brazilian, depreciative solemnity-images that had us for convicts to the delay before an European model of civilization, in the exact moment in that such visions passed the they be answered by new interpretations concerning Brazil. The objective of this work is to glimpse as such a process happened through the pages of the press written Brazilian, instrument capable to diffuse through the society wholes of ideas and sensations. For so much, we left of an analysis of some of the main existent interpretations concerning Brazil in the first half of the century XX, inserting the soccer and his transformation later in nationality symbol along our History. It is with these bases constituted that the journalistic texts regarding to IV soccer World cup they become object of our analysis. Finally, we looked for to understand as the defeat to Uruguay ended for turning a type of myth in the speech of the sporting press, something to be necessarily avenged to each new encounter among the selected two, at the same time in that the memories of 1950 are constantly retaken in new contexts.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/16894
Arquivos Descrição Formato
000707082.pdf (2.343Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.