Repositório Digital

A- A A+

Perfil de pacientes obesos em tratamento dietoterápico para perda de peso em ambulatório de nutrição especializado em obesidade de um hospital terciário

.

Perfil de pacientes obesos em tratamento dietoterápico para perda de peso em ambulatório de nutrição especializado em obesidade de um hospital terciário

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Perfil de pacientes obesos em tratamento dietoterápico para perda de peso em ambulatório de nutrição especializado em obesidade de um hospital terciário
Autor Frankenberg, Anize Delfino von
Orientador Almeida, Jussara Carnevale de
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Nutrição.
Assunto Dieta
Obesidade
Perda de peso
Resumo Objetivo foi descrever o perfil dos pacientes obesos em dieta para perda de peso atendidos no ambulatório de nutrição especializado em obesidade (NOE) de um hospital terciário. Foram selecionados pacientes adultos com IMC ≥30 kg/m 2 atendidos no NOE-HCPA e submetidos à avaliação nutricional [antropometria, identificação de distorção da auto-imagem corporal (Stunkard et al. 1983), autorrelato de aderência, satisfação à dieta e perda de peso (escalas visuais analógicas)], do nível de atividade física e poder de compra. Comorbidezes, medicações em uso e exames laboratoriais foram obtidos do prontuário online dos pacientes. Treze pacientes (22,8%) não retornaram ao atendimento e foi observada uma maior proporção de analfabe tos entre os não aderentes ao atendimento quando comparados aos que retornaram ao ambulatório (p=0,015). Dos 44 pacientes aderentes (37,93±6,96 kg/m2; 88,6% mulheres; 53,0±14,4 anos; 52,3% da classe B; 63,6% ativos) apenas cinco usavam agente antiobesidade e 25% tinham pelo menos uma comorbidez associada à obesidade. Algum grau de distorção de auto-imagem corporal foi observada em 91% dos pacientes (23% estavam em acompanhamento psicológico/psiquiátrico e 41% relatou uso de psicotrópicos). Após dois meses da dieta orientada (16 02,27±192,6 kcal/dia), os valores medianos de autorrelato foram intermediários para aderência à dieta [5,0(5,0-6,8)] e r=0,320(p=0,034) foi obtido entre aderência à dieta e satisfação com perda ponderal obtida. Dezessete pacientes (38,6%) apresentaram alguma perda ponderal após dois meses da orientação, sendo que para sete pacientes a perda ponderal obtida foi >5% do peso inicial. Os resultados preliminares poderão permitir uma mudança na sistemática de atendimento ambulatorial com abordagem de modi ficação estilo de vida com grupos e maior envolvimento com equipe multidisciplinar. A ampliação da amostra e a avaliação futura de medidas mais objetivas do fenótipo e genótipo dos pacientes permitirão um melhor entendimento da variabilidade da resposta individual ao tratamento da obesidade.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/19020
Arquivos Descrição Formato
000733995.pdf (2.946Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.