Repositório Digital

A- A A+

Programa de qualidade de vida no trabalho : percepção da área de engenharia e arquitetura do Banco X

.

Programa de qualidade de vida no trabalho : percepção da área de engenharia e arquitetura do Banco X

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Programa de qualidade de vida no trabalho : percepção da área de engenharia e arquitetura do Banco X
Autor Macagnan, Lari Heitor
Orientador Garay, Angela Beatriz Scheffer
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Administração.
Assunto Qualidade de vida no trabalho
Setor bancário
Resumo De acordo com Fernandes (1996), o tema Qualidade de Vida no Trabalho tem se tornado preocupação frequente entre as empresas que buscam competir em mercados crescentemente globalizados. O material humano das organizações é o seu diferencial, além de ser o agente responsável pelo êxito nos negócios. Nesta relação, ter funcionários satisfeitos e motivados é uma questão de competitividade. O presente estudo teve como objetivo descrever o programa de Qualidade de Vida no Trabalho aplicado pelo Banco X, aos funcionários da área de engenharia e arquitetura do Centro de Serviços e Logística no RS, levantando como os funcionários avaliam as ações e identificando os fatores positivos e negativos dos conceitos propostos pelo modelo de Walton (1973). Em estudo de caso, com coleta de dados através de questionário aplicado a vinte analistas de engenharia e arquitetura, foram levantados elementos que, após tratados por técnicas estatísticas, originaram resultados de natureza quantitativa. A partir da análise destes elementos, utilizando como base a literatura existente sobre o tema, foi possível identificar o grau de compatibilidade dos objetivos do programa para com as expectativas e anseios dos funcionários da área. Foram verificados os conceitos mais destacados ligados a Qualidade de Vida no Trabalho na área estudada. Compensação Justa e Adequada, seguida por Condições de Trabalho e Oportunidade de Crescimento e Segurança foram os conceitos que apresentaram maior descontentamento entre os respondentes. As melhores avaliações foram para os conceitos Uso e Desenvolvimento de Capacidades e Relevância Social do Trabalho na Vida. Através da identificação dos fatores que medem o grau de Qualidade de Vida no Trabalho e que podem afetar a qualidade dos serviços prestados pelos seus colaboradores, seja de forma positiva ou negativa no âmbito organizacional, as empresas podem tomar as medidas e ações que acharem mais adequadas para estabelecer um ambiente de trabalho mais produtivo e harmonioso entre patrões e empregados.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/36679
Arquivos Descrição Formato
000791896.pdf (328.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.