Repositório Digital

A- A A+

Os Novos campos de Viamão : crescimento urbano e segregação em Águas Claras

.

Os Novos campos de Viamão : crescimento urbano e segregação em Águas Claras

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os Novos campos de Viamão : crescimento urbano e segregação em Águas Claras
Autor Martins, Samuel
Orientador Strohaecker, Tania Marques
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Curso de Geografia: Bacharelado.
Assunto Águas Claras (Viamão, RS)
Geografia urbana
Planejamento urbano
Segregação urbana
Urbanização
[en] Águas Claras District, Viamão
[en] Land use and occupation
[en] Spatial segregation
[en] Territorial planning and ordering
[en] Urbanization
Resumo As manifestações na escala intraurbana da globalização fragmentadora, associadas ao processo de segregação socioespacial e chanceladas pelos agentes produtores do espaço urbano que visam prioritariamente a reprodução do capital, condicionam a configuração da estrutura urbana em padrões que reforçam a estrutura social definida por desigualdades. Em espaços de urbanização recente não contígua à malha urbana da sede do município, pode haver uma tendência de crescimento onde a segregação e a fragmentação na forma de enclaves são processos presentes e em profusão. É o caso de Águas Claras, onde condomínios horizontais e loteamentos cercados representam a maioria das opções de moradia, vinculando o acesso a estas diferentes áreas à diferenciação social dos habitantes. Além de refletir e reforçar as desigualdades sociais, a estrutura urbana segregada dificulta a integração interna, produzindo entraves à circulação e mantendo o distanciamento entre as diferenças, quando o contato é tão necessário para o exercício da política. Neste estudo, assumiu-se como hipótese, numa metodologia de trabalho hipotético-dedutiva, que a regulação e as ações do Estado são insuficientes para evitar o incremento do processo de segregação. Contando com revisão bibliográfica e documental, coleta de dados censitários, análise de fotografias aéreas e imagens de satélite, observações de campo e entrevistas, analisou-se a ocupação urbana em Águas Claras entre 1990 e 2010 e caracterizou-se o processo de segregação socioespacial. Os agentes promotores do uso do solo foram identificados e classificados e tendências de futuro foram vislumbradas para, por fim, propor diretrizes de planejamento e gestão para o ordenamento territorial local. Mapas que mostram a estrutura urbana segregada também foram produzidos, além de um microzoneamento para a zona urbana, mais detalhado do que o proposto pelo Plano Diretor de Viamão. Comprovou-se a intensidade dos processos estudados e a importância da ação dos promotores do uso do solo na produção do status observado, assim como a necessidade – e carência – de ações mais direcionadas do Estado objetivando melhorar a coesão interna do espaço urbano emergente.
Abstract The manifestations on the intra-urban scale of the fragmenting globalization, associated with the process of spatial segregation and with the seal of the urban space producing agents primarily aimed at the reproduction of capital, condition the urban structure configuration in patterns that reinforce the social structure defined by inequalities. In areas of recent urbanization that are not contiguous to the urban mesh of the principal district of the municipality, there may be a growing trend where segregation and fragmentation in the form of enclaves are present and in abundance processes. This is the case of Águas Claras, where condominiums and surrounded land subdivisions represent the majority of housing options, linking the access to these different areas with social differentiation of the inhabitants. In addition to reflect and reinforce social inequalities, the segregated urban structure hinders the internal integration, producing barriers to the movement and keeping the distance between the differences, when the contact is so necessary to the exercise of politics. In this study, it was assumed as a hypothesis, in a hypothetical-deductive methodology of work, the regulation and actions of the State are insufficient to prevent the increase of the segregation process. With literature and documentary review, census data collection, analysis of aerial photographs and satellite images, field observations and interviews, it was analyzed the urban occupation in Águas Claras between 1990 and 2010 and characterized the process of spatial segregation. The promoting agents of land use were identified and classified, and future trends have been glimpsed to ultimately propose guidelines for planning and management to the local territorial ordering. Maps showing the segregated urban structure were also produced, beyond a micro zoning for the urban area, more detailed than it’s proposed by the Master Plan of Viamão. It was proved the intensity of the studied processes and the importance of the action of the promoting agents of land use in the production of the observed status, as well as the necessity - and need – of more directed actions by the State aimed at improving the internal cohesion of the emerging urban space.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/60814
Arquivos Descrição Formato
000863279.pdf (27.41Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.