Repositório Digital

A- A A+

O atendimento educacional especializado na educação infantil : reflexões sobre os serviços especializados no Município de Ivoti

.

O atendimento educacional especializado na educação infantil : reflexões sobre os serviços especializados no Município de Ivoti

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O atendimento educacional especializado na educação infantil : reflexões sobre os serviços especializados no Município de Ivoti
Autor Marichal, Helena Maria de
Orientador Benincasa, Melina Chassot
Data 2012
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de especialização educação especial: processos inclusivos.
Assunto Atendimento especializado
Educação infantil
Inclusão escolar
Resumo O presente estudo analisa a configuração do atendimento educacional especializado oferecido às crianças de zero a cinco anos de idade com deficiência na Rede Municipal de Ensino de Ivoti (RME/Ivoti). Trata-se de um estudo qualitativo, que se caracteriza como estudo de caso, realizado a partir de entrevistas semiabertas e questionário. Nos capítulos do presente trabalho foram priorizados (1) aspectos políticos e históricos que aproximam os campos da educação especial e da educação infantil; (2) a caracterização de alguns elementos referentes aos serviços de estimulação precoce e psicopedagogia inicial; (3) o contexto da Rede Municipal de Ensino de Ivoti, a partir de dados numéricos representativos, vinculados aos totais de escolas e de matrículas na Rede. No âmbito investigativo, constatou-se que, no Núcleo de Apoio à Inclusão (NAI), os alunos com deficiência contam com atendimentos nas áreas de psicologia, psicopedagogia e fonoaudiologia, e, na APAE, são oferecidos os serviços de estimulação precoce, fisioterapia, hidroterapia, entre outros. Como parte constitutiva da análise, dois eixos foram construídos: Os Serviços Especializados e a Criança Pequena; Educação Especial e Educação Infantil: pontos de conexão. Destaco, como possíveis resultados, a ausência de serviços especializados que deem continuidade à estimulação precoce no município; que o atendimento das crianças de zero a cinco anos não ocorre em salas de recursos; que os profissionais especializados do NAI prestam assessoria às escolas nas quais estudam os alunos atendidos; a constante interlocução entre escola, família e profissionais dos serviços especializados; a presença de investimento por parte da RME/Ivoti ao promover cursos de formação docente, com o intuito de qualificar o atendimento aos seus alunos; e, ainda, o reconhecimento da necessidade de um serviço especializado mais qualificado que contemple a faixa etária dos três aos cinco anos.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/69902
Arquivos Descrição Formato
000875073.pdf (2.079Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.