Repositório Digital

A- A A+

As relações internacionais de interdependência no setor de etanol e suas implicações na cadeia de produção brasileira

.

As relações internacionais de interdependência no setor de etanol e suas implicações na cadeia de produção brasileira

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As relações internacionais de interdependência no setor de etanol e suas implicações na cadeia de produção brasileira
Autor Fagundes, Paloma de Mattos
Orientador Padula, Antonio Domingos
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Centro de Estudos e Pesquisas em Agronegócios. Programa de Pós-Graduação em Agronegócios.
Assunto Agronegócio
Etanol
Relações internacionais
[en] Complex interdependence
[en] Ethanol
[en] Game theory
[en] International relations
Resumo A expansão do mercado global de bioenergia é tida como uma alternativa promissora para alguns países, especialmente os potenciais produtores e fornecedores de matéria-prima, como é o caso do Brasil. A inserção do etanol na matriz energética de diferentes países produtores e consumidores será um fenômeno complexo com diferentes tipos de relações de interdependência. Este trabalho visa analisar as relações internacionais de interdependência entre Brasil e outros países produtores e consumidores - reais ou potenciais - do biocombustível etanol e as suas implicações sobre a cadeia produtiva de etanol no Brasil. Para estudar esse processo de interdependência nas relações internacionais, este trabalho explora a Teoria da Interdependência Complexa proposta por Robert Keohane e Joseph Samuel Nye Junior (2001) e a Teoria dos Jogos de John Von Neumann e Oskar Morgenstern (1944). Foi realizada uma pesquisa quali-quantitativa, por meio da análise documental com a utilização do software QDA Miner® e da aplicação de dois questionários. Para a análise documental, foram usados 101 documentos classificados como atos internacionais do setor de biocombustíveis e etanol entre os anos de 2002 e 2011, presentes nas bases de dados do governo brasileiro. O primeiro questionário, respondido por 46 mestres e doutores que trabalham ou realizam pesquisas nas áreas de etanol, agronegócios e/ou relações internacionais, buscou identificar as palavras-chave que se relacionam com as dimensões políticas, econômicas, socioambientais e técnicas no setor de etanol. O segundo questionário, respondido por 21 representantes das partes interessadas da cadeia produtiva do etanol brasileiro, visou analisar, através da lógica da teoria dos jogos, o comportamento estratégico dos atores, em uma condição de interação estratégica. A análise dos resultados demonstra que os principais atores das relações de interdependência com o Brasil no setor de etanol são Estados Unidos com um grau de interdependência alto, a Europa com um grau de interdependência médio e a China com um grau de interdependência muito baixo. As dimensões com maior desempenho nas relações de interdependência, tanto do ponto de vista dos atos internacionais como das partes interessadas, foram a dimensão política, a dimensão econômica, seguida pela dimensão técnica e socioambiental. Assim, considera-se que o comportamento estratégico observado nas relações de interdependência demonstrou que nas relações entre Brasil e Estados Unidos, o Brasil tende a ganhar pouco enquanto que os Estados Unidos tende a ganhar muito. Nas relações entre Brasil e Europa, o Brasil tende a perder muito enquanto que a Europa tende a ganhar muito, e nas relações entre Brasil e China, o Brasil tende a ganhar pouco enquanto que a China não perde nem ganha. Portanto, indiferente da interdependência existente nas relações entre os atores, sejam produtores e consumidores reais ou potenciais, todos devem buscar forças para o fortalecimento do setor, uma vez que todo o sistema global estará se beneficiando, tanto no âmbito político, econômico, socioambiental ou técnico. Esforços tecnológicos para ganhos de eficiência voltados para o crescimento sustentável da produção, criação de políticas setoriais, que ofereçam segurança e infraestrutura para a sua produção, redução de tarifas que incidem sobre o produto em todo o mundo, transformação do etanol em uma commodity global com grande número de países comprando e vendendo esse produto são algumas das ações que poderão fazer com que o etanol assuma uma posição cada vez mais estratégica na diversificação da matriz energética mundial.
Abstract The expansion of the global bioenergy market is regarded as a promising alternative for some countries, especially the potential producers and suppliers of raw materials, as in the case of Brazil. The insertion of ethanol in the energy matrix from different countries producers and consumers will be a complex phenomenon with different types of interdependent relations. This paper aims to analyze the international relations of interdependence among Brazil and other countries producers and consumers – real or potential – of the ethanol biofuel and their implications on the productive chain of this fuel in Brazil. To study this process of interdependence in international relations, this work explores the Theory of Complex Interdependence proposed by Robert Keohane and Joseph Nye Samuel Junior (2001) and the Game Theory of John Von Neumann and Oskar Morgenstern (1944). It was performed a quali-quantitative, research through a documentary analysis with the use of QDA Miner ® software and the application of two questionnaires. For the document analysis, 101 classified documents were used, as international acts of biofuels and ethanol among 2002 and 2011, present in the databases of the Brazilian government. The first questionnaire, answered by 46 teachers and doctors who work or conduct research in ethanol, agribusiness and/or international relations areas, intended to identify the keywords related to the political, economic, social and environmental dimensions and techniques in the ethanol sector. The second questionnaire, answered by 21 representatives of stakeholders in the productive chain of Brazilian ethanol, aimed to analyze, through the logic of the Game Theory, the strategic behavior of actors in a condition of strategic interaction. The analysis of the results shows that the main actors of the interdependent relations with Brazil in the ethanol sector are The United States, with a high degree of interdependence, Europe with an average degree of interdependence and China with a low degree of interdependence. The dimensions with higher performance in relations of interdependence, both from the point of view of international acts as stakeholders, were the political and economic dimensions, followed by technical and socio-environmental dimensions. Thus, it is considered that the strategic behavior observed in relations of interdependence demonstrated that in relations between Brazil and United States, Brazil tends to earn a little, while the United States tends to earn a lot. Relations between Brazil and Europe show that Brazil tends to lose a lot, while Europe tends to earn a lot, and in relations between Brazil and China, Brazil tends to earn a little, while China neither lose nor earn. Therefore, regardless of existing interdependence in relations among the actors, whether real or potential producers and consumers, all the countries should work together to strengthen the industry, since the entire global system will be benefiting, both in the political, economic, social or technical sectors. Technological efforts for efficiency gains related to the sustainable growth of production, creation of sectoral policies, which offer security and infrastructure for its production, reduction of tariffs on the product in all over the world, transformation of ethanol into a global commodity with a large number of countries buying and selling this product are some of the actions that could make ethanol takes an increasingly strategic position on the diversification in the energy matrix.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/70343
Arquivos Descrição Formato
000876841.pdf (1.567Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.