Repositório Digital

A- A A+

Remoção de chumbo de monitores de tubo de raios catódicos

.

Remoção de chumbo de monitores de tubo de raios catódicos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Remoção de chumbo de monitores de tubo de raios catódicos
Autor Oliveira, Erich Lopes Braitback de
Orientador Veit, Hugo Marcelo
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais.
Assunto Chumbo
Lixo eletrônico
Reciclagem
[en] CRT monitor
[en] Lead removal
[en] Waste of electro and electronic equipment
Resumo O descarte de monitores do tipo CRT aumenta a cada ano, gerando milhões de toneladas de resíduos contendo diversos tipos de materiais. O vidro presente nos tubos dos monitores CRT apresenta em torno de 20-25% de óxido de chumbo. Esse vidro pode ser lixiviado se disposto de forma incorreta ou diretamente na natureza podendo causar contaminação ambiental, especialmente com chumbo. Devido a esta possibilidade de lixiviação, este resíduo deve ser classificado como resíduo sólido Classe I, segundo as normas da ABNT. O objetivo desse trabalho é remover o chumbo da matriz vítrea, possibilitando a reciclagem do vidro. O tratamento térmico do vidro destes tubos CRT é visto como uma alternativa para a remoção do chumbo da matriz vítrea. Diversos parâmetros de reação como tempo, porcentagem de agente redutor, temperatura e atmosfera da reação foram estudados neste trabalho. Concluiu-se que é possível remover o chumbo da matriz vítrea através de processos térmicos. A remoção de 92% do chumbo do vidro de funil foi obtida com vácuo, com 5% de carbono como agente redutor e 18 horas de processamento térmico. O vidro, após o tratamento térmico, foi novamente caracterizado quanto a sua periculosidade, sendo classificado como resíduo não perigoso – classe II.
Abstract The disposal of CRT monitors increases each year, generating millions of tons of waste containing various types of materials. The glass present in CRT tubes contains about 20-25% of lead oxide. This glass can be leached if disposed improperly or directly in nature causing environmental contamination, especially with lead. Due to this possibility of leaching, this waste should be classified as Class I hazardous solid waste, according to the ABNT (Brazilian Standards). The aim of this work is to remove the lead from the glass matrix, enabling the glass recycling. The heat treatment of glass CRT tubes is seen as an alternative to removing lead from the glass matrix. Various reactions parameters such as reaction time, percentage of reducing agent, temperature and atmosphere of the reaction were studied in this work. It was concluded that it is possible to remove the lead from the glass matrix by thermal processes. The removal of 92% of lead from the funnel glass was obtained with vacuum, 5% of carbon as a reducing agent and 18 hours of thermal processing. The glass, after heat treatment, was again characterized in relation to dangerousness, being classified as non-hazardous waste.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/79841
Arquivos Descrição Formato
000901259.pdf (2.072Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.